Saiba mais sobre a importância de desenvolver newsletters

As newsletters já são velhas conhecidas das campanhas de marketing. Também chamadas de boletins informativos, elas consistem em publicações fixas, que são enviadas para os clientes com alguma periodicidade, tratando de assuntos relacionados às empresas.

O seu nome é oriundo das junções de “news” (notícias) e “letters” (cartas), pois a publicação tem identidade visual e linha editorial, assim como um jornal, e a periodicidade já mencionada.

Normalmente, as newsletters são enviadas por correio eletrônico, isto é, via e-mail. Mesmo com o avanço das redes sociais, o e-mail acaba sendo a forma mais eficaz para a distribuição do boletim informativo, muito por conta da eficácia do canal.

De acordo com pesquisas realizadas pelo segmento de marketing, estima-se que exista mais de 4,3 bilhões de contas de e-mail em todo o mundo e 92% das pessoas utilizam o recurso.

Desse total, 72% dos usuários preferem o correio eletrônico como canal de comunicação, especialmente entre as empresas.

Ou seja, quando se trata de manter um relacionamento com o cliente, o envio de newsletter por e-mail aparece como a alternativa mais eficaz. 

Afinal, as pessoas sentem mais confiança de receber um informativo sobre os procedimentos para regularizar cnh vencida via correio eletrônico, do que um conteúdo por meio das redes sociais.

O que é e como produzir um boletim informativo?

A newsletter tem como principal objetivo informar a audiência sobre um determinado assunto, ou sobre vários temas em conjunto. 

Ela se assemelha muito a um jornal, contudo, ela é produzida por uma empresa para fins comerciais. Dentre os principais objetivos da técnica estão: fidelizar o público; melhorar o reconhecimento da marca; aumentar vendas; entre outros.

Apesar disso, o foco da newsletter é a produção de conteúdo, não vendas diretas. Isto é, mesmo com finalidades comerciais, os boletins não trazem propagandas sensacionalistas e invasivas; ao contrário, prezam pela informação e conteúdo de qualidade.

Uma newsletter de uma clínica veterinária, por exemplo, pode tratar sobre o porquê de um exame veterinário hemogasometria ser requisitado, abordando o procedimento e como ele é feito. 

Já a publicidade tradicional, somente anunciaria o exame ou faria propaganda da clínica veterinária.

Além disso, a newsletter só é enviada para pessoas que se inscrevem previamente na lista de e-mail, em geral, a partir de um formulário com esse objetivo. Por conta disso, quem recebe a newsletter é o usuário que já demonstrou interesse no conteúdo.

Para termos uma ideia, algumas pesquisas já demonstraram o quanto a newsletter é relevante para os usuários. Cerca de 73,5% das pessoas que recebem esse tipo de conteúdo se mantêm interessados nos boletins informativos.

Isso quer dizer que, além de tratar do procedimento de exame, os usuários se manteriam interessados em outros assuntos de mesmo viés, como emergência para animais acidentados, entre outros conteúdos.

Dessa forma, a newsletter consegue atingir vários públicos, bem como clientes em diferentes estágios do funil de vendas (jornada de compra), com um mesmo e-mail: desde os usuários no primeiro contato com a empresa, até clientes no pós-venda.

Afinal, por que criar uma newsletter para a sua empresa?

Muito mais do que manter um relacionamento saudável com os clientes, ter uma newsletter pode trazer inúmeras vantagens para a sua empresa. Entre os principais motivos, encontra-se a criação de uma excelente lista de e-mails.

Ao oferecer um serviço de informação para o seu público, os usuários demonstram interesse em adquiri-lo. Como consequência, a empresa acaba conseguindo mais endereços de e-mail e mais leads (potenciais clientes).

Por exemplo, um despachante cnh cassada pode recomendar que os usuários assinem a newsletter oferecendo maiores informações a respeito de processos de como regularizar a documentação da carteira de motorista.

Dessa forma, mesmo uma pessoa que não teve a CNH cassada pode se interessar em receber conteúdos acerca do assunto, contribuindo para aumentar a lista de e-mails da empresa.

Além do mais, existem outros benefícios na criação da newsletter. Entre elas está o contato mais próximo com a audiência, aumentando a intimidade da empresa com os clientes. 

Para isso, é possível investir em ferramentas de automação, para personalizar o boletim informativo.

Vale dizer que a newsletter também oferece como vantagens:

  • Ter um diálogo mais claro e transparente com a audiência;
  • Aumentar as chances de vendas;
  • Ter maior reconhecimento no mercado;
  • Ter maior destaque perante à concorrência.

Contudo, para obter sucesso com a newsletter, é fundamental estruturar bem o seu material, com conteúdo relevante e de qualidade. Abaixo, separamos algumas dicas de como desenvolver o seu boletim informativo.

Como criar uma newsletter para a sua empresa

Existem várias formas de criar uma newsletter para a sua empresa: você pode optar por alguma ferramenta de automação, software ou, até mesmo, desenvolver algo por conta própria. Tudo irá depender do seu objetivo e do tamanho da sua audiência.

Após definir a ferramenta, está na hora de iniciar a construção da sua newsletter.

1 – Defina um objetivo

Em primeiro lugar, é importante definir qual será o objetivo da sua newsletter. 

Por exemplo, uma indústria de usinagem pode desenvolver um boletim informativo focado na explicação de cada peça, como as características de um selo mecânico alta pressão, entre outros componentes.

Ao definir o objetivo, é importante conhecer o seu público-alvo. Afinal, é a partir das características da sua audiência que você pode definir qual linguagem adotar, como abordar certas questões e quais assuntos serão relevantes aos usuários.

Para se ter uma ideia, é provável que os interessados em saber mais sobre a investigação confirmatória de passivo ambiental já tenham algum conhecimento sobre o assunto e estejam por dentro de temas relacionados à sustentabilidade.

Sendo assim, a linguagem adotada será muito diferente se comparada com o primeiro exemplo, que trata sobre componentes industriais.

2 – Crie um layout

Não apenas o conteúdo da newsletter é importante, mas também o seu visual. Até porque vivemos em uma sociedade que dá muita relevância para os elementos imagéticos e visuais, que também compõem a mensagem.

Desse modo, é interessante que o layout da newsletter respeite o design da própria empresa como forma de criar uma identificação visual na audiência.

Por exemplo, uma empresa de vistoria veicular, que tem como marca de sua identidade as cores vermelha e azul, pode usar as mesmas tonalidades na sua newsletter para tratar sobre laudo de ecv para carro.

3 – Produza conteúdos de qualidade

Quem assina uma newsletter deseja ser bem informado sobre algo. Portanto, não adianta oferecer um boletim informativo com design incrível, mas esquecer do principal: o conteúdo.

Por conta disso, é fundamental pesquisar muito bem sobre as temáticas, ter certeza sobre as informações transmitidas e saber como repassá-las ao público.

Além disso, é importante que os produtores de conteúdo se atentem à algumas técnicas e regras básicas para o desenvolvimento de uma newsletter. Por exemplo, no campo de “assunto”, recomenda-se uma frase entre 30 a 50 caracteres.

Também é importante verificar os assuntos de maior interesse da audiência. Assim, ao tratar sobre freio a ar de caminhão, pode ser interessante discutir sobre outros componentes de veículos pesados.

4 – Tenha um cronograma para envio

A estratégia de newsletter serve para manter um bom relacionamento com os leads, mas isso não significa enviar várias mensagens, em um curto período de tempo, aos mesmo usuários. Afinal, o excesso também pode ser prejudicial.

Por esse motivo, é importante desenvolver um cronograma de envios, tendo um equilíbrio, para que a sua empresa não seja esquecida (quando poucas mensagens são enviadas), nem mesmo vista como inconveniente (e-mails em exagero).

5 – Não compre listas de e-mails

Algumas empresas investem em compras de lista de e-mails para o envio de mensagens. Entretanto, essa estratégia é vista como spam, isto é, publicidade em massa, não requisitada pelos usuários.

Desse modo, a sua empresa pode ser mal vista no mercado, já que o spam é uma prática considerada antiética, pois não segmenta os contatos e, além disso, é enviada sem autorização ou permissão.

Portanto, forme a sua lista de e-mails somente com usuários que realmente tenham interesse no seu conteúdo para alcançar bons resultados.

6 – Mensure os resultados

Em toda estratégia de marketing, a avaliação dos resultados é uma das etapas mais importantes. Afinal, é por meio dos dados e da análise das informações que se pode perceber se a campanha realmente foi efetiva.

Com a newsletter, não é diferente. Para isso, avalie o perfil das pessoas que demonstraram interesse, bem como quem são os usuários que pedirem descadastramento da lista e o porquê. 

Tais ações irão te ajudar a modificar os conteúdos e verificar quais temas podem ser interessantes.

O mesmo vale para resultados positivos, em que é possível manter a mesma estratégia, ou inovar, de modo a manter a qualidade e a relevância do conteúdo.

 

Saiba quais os passos para investir em um novo negócio

Ter um novo negócio é o sonho de muitos brasileiros. Não é à toa que o número de empreendedores no país só tende a crescer, mesmo em um cenário de crise.

 

De acordo com pesquisas, o Brasil obteve um crescimento de 38% na TTE (Taxa de Empreendedorismo Total). Isso significa que mais de 52 milhões de brasileiros possuem o seu próprio negócio.

 

O Brasil também se sai muito bem em relação aos países componentes do BRICS (Brasil, Rússia, Índia, China e África do Sul). Segundo a pesquisa, ocupamos a maior taxa de empreendedorismo, seguido da China, com 26,7%.

 

Atualmente, é possível encontrar uma grande diversidade de novos negócios, inclusive as empresas digitais. 

 

Afinal, dá para oferecer o serviço de locação de impressora para eventos, sem ao menos precisar de um espaço físico – graças ao avanço da internet.

 

Contudo, independentemente do formato do negócio, seja ele digital, físico ou ambos, abrir um empreendimento não é uma tarefa simples. Ela necessita de planejamento e organização.

 

Neste artigo, vamos mostrar o passo a passo para você começar a investir em um novo negócio. Confira!

1 – Defina com o que você quer trabalhar

Muitas pessoas querem abrir uma empresa para trabalharem com aquilo que amam, ou com um hobbie. Isso pode ser muito vantajoso, ainda mais quando levamos em conta o aspecto emocional.

 

Por exemplo, quem gosta de trabalhar com confeitaria pode abrir uma loja de confecção de bem casado e demais doces de casamento. No entanto, muito além da vocação, abrir um negócio próprio exige conhecimento na área.

Afinal, de nada adianta gostar muito de cozinhar, mas não dominar as técnicas adequadas. Isso pode resultar no fracasso da sua empresa.

 

Por esse motivo, ao optar por investir em um empreendimento, não leve apenas o lado emocional em consideração. 

 

Coloque no papel e reflita se aquele negócio será, de fato, vantajoso, devido aos seus conhecimentos no ramo de atuação.

 

Muitas vezes, pode ser mais interessante investir em um segmento que você já domine. 

 

No caso do exemplo anterior, mesmo que a sua paixão seja a confeitaria, abrir um empresa de doces pode não ser tão viável quanto ter um buffet de casamento churrasco – principalmente, se você já trabalhou com isso.

 

Assim, a recomendação é buscar informações no mercado e identificar as oportunidades. Lembre-se que a escolha da área onde se quer atuar precisa combinar com suas características pessoais e as atividades que desenvolve com notável habilidade.

2 – Elabore um Plano de Negócios

O Plano de Negócios é um documento não obrigatório, mas de fundamental importância. Ele define, com detalhes, quais serão as estratégias, metas, objetivos, bem como o planejamento financeiro ideal para abrir um novo negócio.

 

Dessa forma, com o Plano de Negócios é possível traçar um retrato fiel do mercado, do produto/serviço oferecido, da concorrência, do perfil ideal dos clientes e ter maior segurança na hora de iniciar o investimento.

 

Podemos dizer que o Plano de Negócios é como a planta de uma casa – ele é o responsável por organizar, planejar e verificar todas as estruturas do seu negócio. Além disso, pode-se prever riscos e saber o momento certo para investir.

 

Os principais pontos de um Plano de Negócios são:

 

  • Definição do negócio;
  • Características da área de atuação;
  • Produto/serviço oferecido;
  • Objetivos e metas da empresa;
  • Características do público-alvo;
  • Análise da concorrência;
  • Planejamento financeiro;
  • Planejamento de Marketing.

 

Assim, se a intenção é ter uma transportadora para pequenas encomendas, o Plano de Negócios te ajuda a definir quem serão os seus clientes, como está o mercado no ramo, se as empresas rivais investem em inovação, como acompanhá-las e como se diferenciar e, finalmente, os aspectos relacionados ao capital inicial, capital de giro, lucratividade, rentabilidade e campanhas de marketing.

 

Uma dica para iniciar o seu Plano de Negócios é conversar com outros empreendedores, para perceber como é abrir uma nova empresa na área, quais são as principais dificuldades, os ganhos médios, como são os clientes, etc. 

 

Quanto mais bem informado você for, menos espaço dará para possíveis riscos e inconvenientes.

 

Vale ressaltar que o Plano de Negócios é aplicável para todos os tipos de empreendimentos, incluindo os de pequeno porte, como uma barraquinha de mini pizza para festa, micro empresas, entre outros.

 

Afinal, o Plano de Negócios é o momento para definir os orçamentos e metas, fazer a delimitação de gastos e saber, realmente, onde vale a pena investir. 

 

Esse planejamento é a chave para um novo negócio próspero, com grandes chances de sobrevivência do empreendimento nos primeiros anos.

3 – Busque os recursos necessários

Após a elaboração de um Plano de Negócios detalhado, está na hora de colocar a mão na massa e verificar o que é preciso para iniciar a sua empresa.

 

Por exemplo, se a intenção é abrir uma oficina de manutenção corrente bicicleta, o ideal é contar com ferramentas e equipamentos para o serviço, já que esses itens são indispensáveis para o negócio.

 

Além do maquinário e do próprio capital inicial de investimento, é necessário contabilizar as despesas indiretas, como aluguel, compras de móveis e possíveis reformas. 

 

Sendo assim, se for preciso, deve-se buscar novos recursos, como financiamento e empréstimos.

 

Vale ressaltar a importância de realizar uma estimativa prévia de todos os gastos nos primeiros meses, para verificar se é viável cumprir o seu planejamento com o seu próprio recurso, ou terá que procurar pelas linhas de crédito.

4 – Prefira começar pequeno, para depois crescer

O sonho de abrir um novo negócio pode estar, em muitos casos, associado ao sucesso e a vontade de ter uma grande empresa. 

 

No entanto, o crescimento é progressivo e não ocorre de uma hora para a outra – precisamos de paciência!

 

Por conta disso, a aposta em algo menor pode ser a chave para obter bons resultados com o seu negócio.

 

Por exemplo, uma empresa que realiza impressão digital grandes formatos pode começar oferecendo o serviço digitalmente, com um e-commerce. 

 

Assim, é possível diminuir significativamente os custos indiretos e necessitar de um capital inicial menor.

 

Com isso, aos poucos a empresa pode ir crescendo mais e mais, até finalmente abrir um estabelecimento próprio ou ampliar o seu comércio eletrônico. O importante é crescer com segurança, para que o seu negócio sobreviva e dê bons frutos.

5 – Tenha um bom networking

A sua rede de contatos pode fazer a diferença na hora de abrir um novo negócio, por isso, não se esqueça de cultivar um bom networking.

 

O networking nada mais é que a conexão entre as pessoas, tendo como objetivo compartilhar experiências e conhecimentos do mundo corporativo. Essa pode ser a chave para encontrar sócios, parceiros e clientes.

 

Por exemplo, imagine ter contato com um gerente de uma empresa bem-sucedida, que te mostrou um banner para eventos promocionais, com informações sobre uma feira de empreendedores. Pode ser a oportunidade certa para você apresentar o seu novo negócio!

 

Outro vantagem do networking diz respeito à divulgação. Ele é uma ótima ferramenta para o marketing “boca a boca”, que ainda é um dos métodos mais eficientes de propaganda. 

 

Desse modo, as pessoas podem recomendar o seu negócio e, como consequência, o empreendimento vai ganhando mais espaço e credibilidade no mercado.

6 – Separe a vida profissional da pessoal

Um dos erros mais recorrentes de ter um negócio próprio, especialmente para os novos empreendedores, é misturar a vida profissional com a pessoal. 

 

Claro que a empresa é uma parte importante, ainda mais quando é fruto de um suado investimento. Porém, é vital saber separar as coisas.

 

Além dos momentos de descanso, a separação não deve ocorrer somente na questão das horas trabalhadas, mas também, no aspecto financeiro. 

O pecado dos empreendedores é começar a ganhar dinheiro com a própria empresa e misturar os custos envolvidos.

 

Caso você tenha dificuldades nisso, o ideal é procurar um curso de gestão, para obter conhecimentos básicos de administração e gerenciamento de empresas.

7 – Faça tudo conforme a legislação

Não é demais ressaltar a importância de abrir um novo negócio legítimo, dentro da lei e respeitando as normas vigentes.

 

Hoje em dia, está cada vez mais fácil ter seu próprio negócio, mesmo assim, algumas pessoas insistem em fazer empresas irregulares. 

 

Assim, antes de tudo, verifique quais são as documentações necessárias, os impostos que devem ser pagos e demais questões burocráticas envolvidas.

 

Vale pontuar que muitos profissionais autônomos podem ter um próprio empreendimento, desde a possibilidade de abertura do MEI (Lei do Microempreendedor Individual, de 2008). 

 

Com um negócio devidamente regulamentado, os clientes têm mais confiança no seu trabalho e as chances de sucesso são ainda maiores.

 

Vestido de Noiva: Como escolher o modelo perfeito?

Um dos momentos mais importantes da vida de um casal é o casamento. E para a mulher, estar deslumbrante neste dia é indispensável. Mas como descobrir qual o vestido de noiva ideal para o grande dia? É uma pergunta que muitas mulheres fazem no momento da escolha.

Fizemos este artigo, para você que está prestes a selar sua união, mas tem dúvidas sobre qual o modelo perfeito. Confira:

Seja você mesma no grande dia

O casamento é um momento de muitas emoções e por isso, sentir-se confortável, linda e deslumbrante é a chave do sucesso. Sendo assim, procure usar modelos que combinem com o seu estilo e a deixem confortável e elegante.

Pense no modelo que mais gosta e costuma sentir-se bem com ele. Seja um estilo sereia, princesa, curto, longo, vintage ou simples e minimalista. Não importa o estilo, importa o que fará você sentir-se melhor no grande dia.

Não adianta olhar para o vestido glamuroso de uma celebridade e comprá-lo apenas por que está na moda. É preciso que o modelo seja o reflexo do momento, da sua felicidade e do seu estilo.

Comprar vestido pronto, alugar ou fazer sob medida?

O casamento é o seu momento especial, então faça o que o seu coração mandar. Escolher um modelo pronto é mais prático, mas pode ser bem caro e difícil encontrar um que fique realmente perfeito sem precisar de ajustes.

Alugar um vestido pode ser uma alternativa mais econômica, mas fazer sob medida é o sonho de muitas noivas.

E para ajudá-la nesta decisão existem sites, como o https://vestsara.com.br/ que ajudam mulheres a escolher o vestido dos sonhos. Entretanto, o que importa mesmo é sentir-se bem e confortável ao usar o vestido.

E no caso de escolher fazer sob medida, procure por profissionais qualificados e que amem a profissão. Afinal é o seu grande dia e o vestido precisa estar impecável.

Verifique o orçamento limite

Imagine encontrar o modelo perfeito e não caber no seu orçamento? Certamente será uma decepção, sendo assim, ao escolher vestido de noiva perfeito, tenha em mente o seu orçamento limite.

Saiba que é possível comprar ou confeccionar vestidos de noiva incríveis com orçamentos bem acessíveis. Por isso é importante a pesquisa prévia. E se você vai pedir para confeccionar um vestido, não se esqueça de reservar uma parte do orçamento para eventuais alterações.

Pesquise muito!

Essa dica vale para todos os detalhes da organização de um casamento. Entretanto, o vestido da noiva é o traje de uma das estrelas da festa e precisa estar mesmo deslumbrante. Para encontrar o modelo ideal, pesquise muito.

A pesquisa é essencial para a escolha do modelo, do profissional que confeccionará o vestido e dos acessórios que vão compor o look. Pesquise tudo mesmo, inclusive valores. Coloque tudo em uma lista e verifique o limite do seu orçamento.

Para ficar mais fácil, reúna fotos para se inspirar e vá descartando aos poucos. Vestidos de noiva são incríveis e a princípio você pode pensar que ama todos, mas aos poucos o seu estilo pessoal vai sobressair.

Como descobrir agência do banco?

Procura uma agência do banco em sua cidade ou em outra cidade? Quer saber o número da sua agência bancária e não sabe onde encontrar? Acompanhe neste artigo nenhuma informação dessas e outras dúvidas frequentes de clientes.

Número da agência do banco

Cada agência bancária, possui um número específico de identificação da sua agência, este número pode ser localizado no seu cartão de crédito e / ou um débito do seu banco, cada banco tem sua particularidade, alguns podem obter o número da agência e conta do banco , na parte da frente do cartão e nos outros bancos podem ser usados ​​na parte posterior normalmente estão nomeados. Do mesmo modo, você pode detectar o número da sua agência bancária no seu talão de cheque, usar o próprio site do banco, nenhum aplicativo do banco, nenhum atendimento telefônico ou atendimento presencial na sua agência do banco .

Como descobrir uma agência do banco

Existem diversas formas de descobrir uma agência do seu banco, mas o caminho mais fácil para descobrir o número da sua agência é o site do próprio banco. Está disponível na página inicial do banco, no rodapé da página de exibição ou campo de busca, denominado como: “encontre agências” ou “encontre uma agência”, clicando neste título no site para redimensionar para o campo de busca, onde você pode procurar qualquer agência da instituição bancária através do nome da cidade, CEP ou informações sobre o número da agência bancária, outras formas de descobrir uma agência do banco , são através de atendimento telefônico na central de relacionamento com o cliente, sem atendimento presencial, se estiver dirigindo até uma agência, e também pelo seu aplicativo do banco.

E uma agência do banco que processa não para a mesma do meu banco?

Se você executar algum procedimento bancário e não for o favorito, é considerado que tem em suas mãos todos os dados bancários e pessoais do favorito, para que, portanto, não possa causar algum erro em sua transação bancária, será o mesmo depósito ou transferência, caso ou favor não passar como referências bancárias ou pessoais ou se estiver faltando algum número, entre em contato e se aposentar qualquer sombra de dúvida sobre as referências bancárias e pessoais do mesmo, caso você digite algum número incorreto pode ser exibido em um depósito ou transferência indevida, caindo em conta de terceiros e gerando um transtorno para você e favorecido, atrasando seus procedimentos bancários.

Dicas Para Emagrecer Com Saúde em 2020

Já estamos em 2020 e para muitas pessoas, uma das metas para este ano é emagrecer!

 

Afinal, quem não quer ter um corpo bonito para aproveitar o verão nas praias e piscinas por aí? Sem contar que, estando com o corpo em dia, a saúde e autoestima também ficam bem.

 

Por isso, para te ajudar nessa meta, hoje vamos dar dicas realmente úteis e importantes para você conseguir atingir esse objetivo de maneira saudável.

 

E lembre-se: começar dietas “extremas”, ficar horas sem comer, tomar remédios de procedência duvidosa ou passar o dia malhando não são atitudes seguras e recomendadas para quem busca emagrecer com saúde.

 

Portanto, leia este artigo até o final, confira as nossas dicas e não pense que os resultados virão de um dia para o outro. É preciso ser realista, manter um equilíbrio em tudo que você faz e claro, superar os desafios e obstáculos ao longo do processo.

 

Assim, você perderá os “quilinhos a mais” de uma maneira muito mais adequada e saudável. Veja!

Faça exercícios físicos

 

Os exercícios físicos são fundamentais para quem quer emagrecer e, hoje em dia, opção é o que não falta. Academia, crossfit, treinamento funcional, caminhada, corrida, natação, andar de bicicleta… enfim, escolha aquele que mais lhe agrada.

 

Além disso, para você ter, de fato, resultados, é importante praticar atividades físicas pelo menos 3 vezes durante a semana, por exemplo, segunda-quarta-sexta, durante 45 minutos por dia.

 

E caso fique “corrido” para você essa rotina de exercícios, tente se exercitar na sua casa ou próxima a ela. Por exemplo, fazendo uma caminhada por alguns quarteirões. 

 

Dessa forma, você não precisa se deslocar para algum lugar distante, como uma academia. O importante é dar um jeito e não desculpas.

Tenha uma alimentação equilibrada

 

Caminhando lado a lado com os exercícios físicos, a alimentação equilibrada é outro fator essencial para quem busca o emagrecimento.

 

Sendo assim, opte no seu dia a dia por alimentos integrais, verduras, vegetais, legumes, frutas, peixes, sementes oleaginosas, entre outros.

 

Alguns “amigos da dieta”: mingau de aveia, leite, damasco seco, castanha-do-Pará, pão integral, óleo de coco, ovo, maçã e quinoa.

 

E, apesar de serem uma verdadeira tentação para muitas pessoas, evite: doces, alimentos gordurosos, molhos hipercalóricos, azeite e refrigerantes/cervejas em excesso. Todos contribuem para o ganho de peso e fazem mal à saúde.

 

Além disso, ainda dentro deste tópico, busque seguir essas quatro indicações: 

 

  1. Em suas refeições, utilize pratos menores. Por exemplo: um prato grande e vazio pode dar a sensação que a quantidade de comida não é suficiente, ao contrário do que acontece com um prato menor, pequeno, pois a sensação é de que a comida nele é suficiente;

 

  1. Se em suas refeições você estiver satisfeito, não se sinta na obrigação de terminar de comer tudo o que tem no prato;

 

  1. Mastigue bem os alimentos e coma devagar;

 

  1. Não pule refeições e faça pequenos lanches no intervalo entre café da manhã-almoço e almoço-jantar.

Beba mais água durante o dia

 

Todo mundo sabe (ou deveria saber) que beber água diariamente é de extrema importância para a saúde. Porém, não apenas um ou dois copos, é preciso mais!

 

Especialistas em saúde recomendam a ingestão de pelo menos 2 litros de água por dia. Isso faz bem para o organismo no geral, melhora a digestão dos alimentos e também auxilia na diminuição da fome.

 

Portanto, sempre ande com uma garrafinha e encha-a algumas vezes durante o dia, seja no bebedouro da sua casa ou no purificador de água do seu trabalho, faculdade, academia ou outro lugar. 

 

O importante é não ficar sem se hidratar durante o dia.

Durma bem

 

Você sabia que dormir pouco é um grande fator relacionado a obesidade? Tanto para crianças, quanto para adultos.

 

Por isso, mesmo que seu dia seja corrido, que você tenha muita coisa para fazer, não deixe de descansar e dormir pelo menos durante 7 horas.

Dica bônus: a balança

 

Durante o processo de emagrecimento, evite ficar subindo na balança diariamente, pois isso causa ansiedade, afinal, você estará vendo o seu peso todos os dias e, dificilmente os resultados surgem de um dia para o outro.

 

Consequentemente, você terá a impressão de que não está tendo resultados, que pouca coisa mudou e, assim, poderá atrapalhar todo o seu desempenho.

 

Portanto, não fique indo se pesar todo dia. Uma vez por semana já o suficiente.

 

Como otimizar o seu site através de técnicas de SEO

A internet se tornou o principal meio de busca por produto e serviços no mundo todo. Empresas que não possuem sites na internet perdem espaço e caem no esquecimento do consumidor moderno. Mas não basta ter um site ou blog, é importante conhecer as técnicas de SEO

Pelo fato de estar na internet ser fundamental para a sobrevivência das empresas, todas marcam presença por meio de sites, blogs, perfis em redes sociais, etc., mas é preciso se destacar.

Quando o consumidor busca um produto ou serviço na internet, ele encontra, por meio dos mecanismos de buscas, infinitas páginas de empresas que oferecem o produto buscado, dessa forma, ele visita aquelas que aparecem primeiro. 

Essas páginas produzem conteúdos que são considerados relevantes pelo buscador e estão no topo do ranking.

Outras páginas acabam recebendo menos visitas e, consequentemente, vendem menos. Portanto, conhecer as técnicas de SEO para promover um site é importante para que a empresa cresça e se destaque no mercado. 

Mas você saber como isso funciona? Neste artigo vamos falar sobre algumas técnicas de SEO e como elas se tornam eficientes na hora de vender um produto ou serviço, além de ajudarem no destaque de uma empresa. Confira!

O que é SEO?

Com certeza você conhece diversos sites de busca na internet, certo? Toda vez que uma página é criada, esses buscadores a tornam visíveis para quem decide procurar por determinado assunto. 

No entanto, todos os dias, milhares de páginas são criadas – com isso a concorrência aumenta o tempo todo.

SEO é uma sigla que, em inglês, significa “Search Engine Optimization”, ou “Otimização para motores de busca” em português. 

São técnicas que influenciam no ranking de páginas exibidas pelos buscadores. O foco mais conhecido é elevar a visibilidade de uma página, o que significa colocá-la entre as primeiras da lista que aparece quando fazemos uma busca na internet.

Os sites de busca levam em consideração a relevância de cada conteúdo presente em uma página e os organiza de acordo com sua relevância.

Ou seja, quanto mais relevante for o conteúdo publicado, mais chances de aparecer no topo de ranking ele terá.

Para melhorar a posição no ranking, é importante saber utilizar as técnicas de SEO e aplicá-las, pois elas ajudam a promover a página. 

Então, as páginas que aparecem no topo são mais visualizadas e reconhecidas pelos usuários. 

Mas quais são as técnicas SEO que precisam ser usadas? No próximo tópico vamos falar um pouco mais sobre elas. Confira.

Fatores importantes que influenciam o SEO

Os fatores mais importantes que devem ser levados em consideração e aplicados na hora de usar o SEO são:

  • Qualidade do conteúdo;
  • Tamanho do conteúdo;
  • Título interno;
  • SEO title;
  • URLs amigáveis;
  • Palavras-chave.

Qualidade do conteúdo

Vamos imaginar que você queira escrever sobre ponte rolante manual, um equipamento muito utilizado pela indústria. 

No entanto, existem milhares de fabricantes desse equipamento, portanto, é necessário que você escreva um conteúdo que se destaque frente aos demais de outras páginas.

Os sites de busca identificam rapidamente os conteúdos de baixa qualidade. Esses conteúdos são rapidamente rebaixados no ranking, dando espaço para aqueles que possuem maior qualidade. 

Ou seja, quanto melhor for o conteúdo que você escreve, melhor posicionada estará a página que o conterá.

Tamanho do conteúdo

O tamanho é outro fator importante, mas é preciso tomar cuidado com isso. Por exemplo, um conteúdo muito grande, mas que repete a mesma coisa diversas vezes cai na qualidade. 

Isso também acontece com conteúdos mais enxutos, mas que faltam informações, ou seja, não falam sobre o tema como deveriam.

Se o leitor procurar informações sobre conserto de gerador de energia, ele quer ter acesso a um material que tire todas as suas dúvidas. 

Portanto, independentemente de qual seja o tamanho do texto, ele deve trazer um conteúdo completo que aborde as principais informações e de maneira clara e objetiva.

Título interno

Outro fator que pesa muito é o uso de título interno. Trata-se do título que o leitor verá assim que acessar o conteúdo. 

Esse título deve ser diferente do presente no texto, pois eles possuem funções diferentes. O título interno é usado para manter o interesse do leitor pelo conteúdo. 

Por exemplo, se o título do seu texto é “Dicas de detergente para lava louças industrial”, o segundo título pode ser “Como escolher o melhor detergente industrial?”. 

Não existe um limite de caracteres para o título, mas ele deve ter como característica:

  • Despertar a curiosidade;
  • Aparentar ser vantajoso;
  • Trazer uma promessa verdadeira;
  • Conter uma palavra-chave.

SEO title

Já em relação ao SEO title, trata-se do título que levará o leitor até o seu conteúdo. Ele é muito importante para garantir um bom ranqueamento da página, portanto, deve ser objetivo, ter um limite de caracteres e ser atraente. 

Um bom exemplo seria “Centro de usinagem vertical: por que ele é tão importante?”.

URLs amigáveis

Outra técnica super importante é fazer uso de URL amigável. É importante que ela faça uso, por exemplo, de palavra-chave. 

Ela também precisa ser fácil para os leitores, então, quanto menos números ela tiver, melhor. 

Como principais características de uma URL amigável podemos citar uso de palavra-chave, apenas um subdomínio, ser curta, fácil de interpretar, hífens separando as palavras e estar relacionado com o título do conteúdo.

Palavras-chave

Já que estamos mencionando tantas vezes o uso das palavras-chave, é importante que você saiba exatamente o que ela é e sua importância. 

Trata-se daquelas palavras que a persona irá escrever no site de busca para encontrar determinado produto, serviço ou qualquer outro assunto. 

Por exemplo, alguém que trabalhe com vendas de produto pela internet, vai procurar informações sobre isopor de proteção. 

Esta pessoa pode realizar buscas como “proteção de isopor para embalagem”, sendo este um exemplo claro de palavra-chave que deve estar presente em um texto sobre o assunto.

O que deixa muitas pessoas com dúvidas é como saber que tipo de palavra a persona usaria. 

Para isso, é importante conhecer bem o público e fazer uma pesquisa para identificar as melhores palavras-chave para o nicho do produto ou serviço que sua empresa venda.

Conhecer bem a persona é fundamental para saber o comportamento dela quando vai buscar alguma informação na internet. 

Saber a fundo quais são os assuntos de interesse dela e o que ela espera também faz parte da estratégia para saber usar corretamente a palavra-chave.

Agora que você já conhece bem algumas das principais técnicas em SEO, vamos apontar para você quais são os principais benefícios da aplicação dessa ferramenta. Confira.

Importância e benefícios do SEO

O uso das técnicas em SEO é importante para que sua empresa figure entre as primeiras páginas disponíveis nos sites de busca. 

Dessa forma, vendas e negócios são diretamente influenciados. O uso dessas técnicas também traz diversos benefícios, e podemos citar como exemplos:

  • Aumento de tráfego no site;
  • Maior retorno sobre investimento;
  • Site fácil de navegar;
  • Excelente custo-benefício.

Em um site de buscas é possível encontrar informações sobre os mais variados produtos e serviços. 

Se você procurar por lubrificante para cabo de aço, encontrará nas primeiras posições do site de busca aquela página que traga um bom conteúdo sobre o assunto. 

Consequentemente, outras pessoas, assim como você, vão acessar essa mesma página. Ou seja, haverá um aumento no tráfego do site.

O ROI, ou seja, o Retorno Sobre Investimento também aumenta. Uma empresa que trabalhe com conserto de empilhadeira manual hidráulica e que deseje aumentar o seu lucro, investindo nos sites de busca, irá conseguir isso de forma muito mais simples e sem gastar tanto. 

Além disso, seu site se torna muito mais fácil de navegar, o que acaba por melhorar a experiência do leitor.

Site fáceis e simples de serem utilizados agradam os usuários, portanto, com certeza ele terá mais acessos e trará bons retornos. 

O custo-benefício do uso das técnicas de SEO também é um grande benefício, isso porque é possível investir um pouco menos e obter grandes lucros. 

Todo tipo de produto, tanto alimentos quanto galpão pré fabricado concreto podem ter um excelente retorno, oferecendo um custo-benefício vantajoso por meio dessa técnica.

Como foi possível perceber, o uso das técnicas de otimização para sites de buscas é necessário para que os conteúdos postados na internet, por empresas de diversos segmentos, profissionais e pessoas estejam ao alcance dos leitores e consumidores. 

Ninguém vai procurar conteúdo nas últimas páginas dos buscadores, não é mesmo? Portanto, figurar entre as primeiras colocações é fundamental.

O uso do SEO veio para dar mais visibilidade aos seus conteúdos. Sabendo usar suas técnicas você ganha espaço na internet e no mercado.

Entenda sobre a importância do Inbound Marketing para sua marca

Inbound marketing é uma das estratégias mais eficientes dentro do marketing digital. Visando atrair a atenção do consumidor, oferece conteúdo de qualidade que estimulem tanto a confiança do público-alvo quanto o crescimento de uma marca.

Hoje em dia, o consumidor está mais atento, procura pelas melhores empresas e por aquelas que se destacam no mercado antes de comprar qualquer produto e serviço. Tem em mão uma ferramenta muito importante para selecionar as empresas: a internet.

Isso não significa que para conquistar clientes e ganhar espaço no mercado, uma empresa precisa apenas estar na internet, é preciso saber como fazer isso.

O marketing digital oferece muitas possibilidades e cada uma de suas táticas ajuda a atingir diversos objetivos dos empreendimentos. 

Desde se tornar mais conhecida até aumentar as vendas, o marketing digital é uma ferramenta indispensável.

Em um mundo cada vez mais conectado, saber falar com os consumidores de acordo com o seu perfil, fornecendo soluções que ele realmente precise e na hora certa são algumas das possibilidades do marketing digital.

Neste texto, nós vamos falar sobre o que é inbound marketing, sua importância, alguns processos envolvidos em sua aplicação, além de dar alguns exemplos. Confira.

O que é Inbound Marketing?

Quando falamos em marketing digital, estamos falando de uma gama de possibilidades em marketing dentro da internet. Para usar a que mais tem a ver com os objetivos de uma marca, é preciso conhecê-las bem.

O Inbound Marketing é uma gama de estratégias que tem como objetivo atrair, converter e encantar clientes. 

Também conhecido como marketing de atração, ele não faz uso das mesmas técnicas de publicidade tradicionais.

Está focado em conectar um negócio ao seu público-alvo, através do SEO, Marketing de Conteúdo e estratégias focadas nas redes sociais.

Anos atrás, as empresas simplesmente interrompiam uma programação na TV para expor seus produtos. Por causa da internet, isso mudou, mas além disso, também mudou a qualidade do produto e do serviço oferecido.

A era da informação digital deu armas aos consumidores, que estão sempre atentos a tudo o que envolve suas necessidades de consumo, por isso, não basta apenas produto de qualidade e preço justo, é preciso informação.

O Inbound Marketing é concentrado exatamente nisso, principalmente na criação e compartilhamento de conteúdos que estejam conforme o perfil de um público-alvo. Mas não faz isso de maneira a interromper esse público.

Ele conquista a permissão dos consumidores para se comunicar com eles de forma direta, além de promover um relacionamento duradouro entre empresa e público-alvo. Isso é possível por meio da criação de conteúdo relevante.

Importância do Inbound Marketing

Analisando essa metodologia de abordagem oferecida pelo Inbound Marketing, podemos imaginar a sua importância.

Vamos imaginar que uma empresa fabricante de ponte rolante manual comece a trabalhar com inbound marketing. 

Um dos resultados alcançados e que demonstra a importância dessa estratégia é a confiança que o público-alvo dessa empresa começará a ter em relação a ela.

Conquistar a confiança do consumidor é muito importante. Isso porque ele passa a permitir que a marca se aproxime cada vez mais, o que possibilita a construção de um relacionamento sólido e saudável.

Esse relacionamento resulta em vendas, que é o foco de qualquer empresa. As vendas são importantes para garantir a receita de uma marca e permitir que ela continue existindo.

Sendo assim, também podemos dizer que o Inbound Marketing é importante para:

  • Alcançar o público certo;
  • Estabelecer um relacionamento com ele;
  • Mais poder de persuasão;
  • Ciclo de vendas mais rápido;
  • Menos custos;
  • Aumento do ticket médio;
  • Mensuração rápida de resultados.

Essa estratégia do marketing digital não é feita de maneira impensada, pelo contrário. Ela é destinada a um público certo, para que se possa ter um relacionamento com ele e persuadi-lo de maneira mais convincente.

Isso reduz o ciclo de vendas, porque atinge o perfil ideal, reduz os gastos da empresa com prospecção de clientes e investimentos em estratégias de marketing, o que aumenta a capacidade de compra do cliente e a empresa consegue medir esses resultados em tempo real.

Para que tudo isso funcione, é necessário entender os processos do Inbound Marketing. 

Processos do Inbound Marketing

O inbound marketing se divide em 4 processos muito simples. E apesar de ser muito simples, pode ser utilizado pelos mais diferentes tipos de empresa, como uma fabricante de caixa de calibração de relés.  

Voltando aos seus processos, estes são conhecidos como:

1. Atrair

Atrair tráfego para os sites e blogs das empresas é o primeiro passo do marketing digital. 

Para aumentar esse tráfego, é necessário fazer com que usuários que pertençam a determinado público-alvo passem a acessar os sites ou blogs das empresas através de temas significativos.

2. Converter

Os visitantes que passam a frequentar os canais das marcas precisam ser convertidos em leads.

Ou seja, pessoas que realizam alguma ação dentro dos sites das empresas e se tornam oportunidades reais de vendas.

3. Vender

Não basta apenas que o lead preencha um formulário ou forneça alguns dados, é preciso nutri-lo. 

Isso é feito com a publicação contínua de conteúdos e, a partir daí, identificar aqueles que estão a ponto de fechar negócio.

4. Encantar

Algumas empresas acreditam que o relacionamento com o cliente termina depois da venda, mas não. 

É preciso pensar no pós-venda como uma maneira de encantar o cliente e fazer com que ele promova a marca, falando dela para outras pessoas.

Uma empresa que venda solda em aço carbono, aplicando o Inbound Marketing consegue alcançar esses processos e passa a ter um cliente fiel, que voltará a fechar negócio.

Ela passa a investir em uma estratégia perfeita para atingir o público certo, com o conteúdo certo e no momento certo. Só que é importante conhecer as estratégias do inbound para poder usá-lo.

Exemplos de estratégias do Inbound Marketing

O inbound marketing faz uso de algumas estratégias para alcançar os seus processos. Para atrair o público-alvo aos canais de um negócio, ele usa uma de suas mais importantes estratégias, o marketing de conteúdo.

Se uma empresa de conserto gerador decide usar o inbound marketing para atrair mais visitantes para o seu site, ela precisa investir no marketing de conteúdo. 

Este é a criação de conteúdo relevante, de valor informativo sobre os produtos e serviços oferecidos por uma marca.

O conteúdo pode ser veiculado em blogs, sites e também nas redes sociais. Um exemplo de conteúdo relevante é essa mesma empresa produzir um conteúdo que aborde temas como gerador silencioso a diesel.

Este pode falar da importância da automação, a razão de ser vantajosa, mostrar estatísticas de como essa opção vem se popularizando, como isso é feito, etc.

Isso mostra ao público que a marca entende do assunto. Para melhorar ainda mais o alcance desses conteúdos, as estratégias em SEO podem ser utilizadas.

Isso porque o SEO melhora o posicionamento dos sites no ranking das páginas dos sites de busca. O SEO permite que o site ou blog de uma empresa seja encontrado facilmente, o que aumenta o tráfego.

Para a conversão, as empresas devem usar algumas estratégias como formulários e call to action. 

Por exemplo, uma empresa de programação clp Siemens pode deixar em seu site um formulário para que o visitante preencha com alguns dados de contato, como e-mail.

A partir daí, esse visitante já foi convertido em lead e já está sendo considerado um cliente em potencial. 

Mas para que esse visitante preencha esse formulário, a empresa em questão precisa fazer uso do CTA, convidando-o a preencher o formulário.

Para vender, a empresa precisa estar atenta e analisar o perfil do seu público-alvo para chegar à sua persona ideal. É com base nela que a empresa encontrará o melhor caminho para a venda.

Um dos mais comuns é o e-mail marketing. Por exemplo, uma empresa de detergente para lava louças industrial pode manter o lead interessado em sua marca por meio do envio de e-mail marketing. 

Nele podem conter os produtos e novidades, mantendo o interesse do lead e sendo possível personificá-lo.

Por fim, as empresas precisam investir também no encantamento dos seus clientes como o último passo do inbound marketing. Não se pode esquecê-los de uma venda, é importante manter um relacionamento próximo.

Para isso, uma empresa de usinagem de peças pequenas pode enviar e-mails com conteúdos relacionados aos produtos e serviços vendidos, e do interesse do cliente. 

Isso permitirá que a empresa mantenha um relacionamento próximo e ativo com seus clientes.

O inbound marketing é uma estratégia inteligente e versátil, que atende a todos os nichos de mercado. 

Por meio dela, não somente as vendas de uma marca aumentam como ela passa a ter clientes fiéis que sempre voltarão a fazer negócio.

O que acontece se errar o código da Caixa Econômica na transferência?

É cliente do banco Caixa e está com medo de errar o código Caixa Econômica?

O código Caixa Econômica é um número fornecido pelo banco para que os clientes consigam realizar transferência entre contas no sistema DOC ou TED.

No caso do código Caixa Econômica, o número do banco é o 104, e sempre será solicitado quando o cliente precisar usar um dos serviços acima, sendo extremamente importante que o cliente Caixa tenha atenção e memorize esse número para as transações.

Lembre-se que para usar esse serviço da Caixa é necessário fornecer todos os dados corretos, como informações sobre quem receberá o dinheiro, número da agência, código da conta corrente, e CPF ou CNPJ caso o banco seja diferente.

Mas, se caso acontecer de errar o código Caixa Econômica? O que acontece com a transação.

O que acontece se errar o código Caixa Econômica?

Se na hora da transação de DOC e TED o cliente errar o código Caixa Econômica, saiba que o sistema vai identificar o problema e cancelar a transferência.

Assim, o valor voltará ao destinatário ou a agência da qual foi feita da transferência irá informar ao cliente sobre o erro e o estorno do valor.

Por isso, sempre mantenha anotado o código Caixa Econômica, juntamente com os números da conta e agência para evitar esse tipo de erro ou problemas.

O código Caixa Econômica é 104, mas se no momento da transação você não se lembrar dessa informação, antes de realizar qualquer procedimento, entre em contato com o banco para evitar que ocorra um estorno do valor transferido.

Quais são as taxas cobradas pela Caixa para DOC e TED?

Todos os bancos cobram taxas para esse tipo de serviço, e com a Caixa não seria diferente.

Veja abaixo os valores cobrados na transferência com o uso do código Caixa Econômica:

– TED ou DOC nas agências da Caixa: R$ 22 por transação.

– TED ou DOC eletrônico realizado nas centrais de autoatendimento, caixa eletrônico, internet ou aplicativo da Caixa): R$ 10 por transação.

 

20 bons hábitos que podem ajudar você a se manter saudável

De fato, quaisquer que sejam as atividades que você faça para manter sua saúde, é somente através da repetição que você alcançará seus objetivos. Correr uma meia maratona uma vez por ano, na melhor das hipóteses, fornecerá um aumento de endorfinas ou, na pior das hipóteses, uma lesão. Por outro lado, 30 minutos de caminhada ou corrida várias vezes por semana, durante todo o ano, farão milagres por sua qualidade de vida e saúde.

Aqui estão 20 hábitos diários saudáveis ​​que podem ajudá-lo a melhorar seu bem-estar físico e mental. Idealmente, escolha um e aguarde até que esteja totalmente integrado à sua rotina diária antes de selecionar outro!

1

Caminhada

Quando você puder. Para ir ao supermercado ou ao escritório, tomar um pouco de ar fresco durante o almoço ou passear pela cidade. Andar. O número mínimo de etapas que você deve seguir todos os dias é 10.000. Pode parecer muito, mas cada minuto conta e aproxima você do seu objetivo. Pense nisso como um jogo!

2

Levante-se regularmente

Na América do Norte, a inatividade prolongada é um problema tão prevalente quanto a falta geral de exercício. Ficar sentado por horas a fio compromete a capacidade do corpo de consumir gorduras e açúcares, o que pode levar a vários problemas de saúde. Felizmente, existe uma solução simples: levante-se o mais rápido possível. Vá para o escritório do seu colega, levante-se quando estiver ao telefone ou use as escadas. Todo motivo é bom para se manter ativo todos os dias!

3

Brincar lá fora

Tomar ar fresco todos os dias é uma das maneiras mais fáceis e agradáveis ​​de melhorar sua saúde. Estudos recentes mostraram até os benefícios significativos para a saúde da luz natural. Além disso, passar um tempo fora é uma boa maneira de gerenciar seu estresse.

4

Endireite sua postura

Você deve definir lembretes regulares (alarmes ou notas) para endireitar sua postura! Coloque o pescoço e os quadris em uma posição neutra, depois puxe as omoplatas para trás e enfie o peito para fora. Uma boa postura ajuda todos os músculos a trabalhar da maneira ideal e reduz a pressão nas articulações. A longo prazo, você reduzirá o risco de voltar a sofrer dores e, a curto prazo, se sentirá mais confiante, energizado e poderá respirar melhor.

5

Use seus músculos

Seja para combater a perda muscular associada ao envelhecimento, para prevenir a osteoporose ou dores nas costas, ou simplesmente para facilitar qualquer atividade, é do seu interesse usar os músculos o mais rápido possível. Suba as escadas, faça uma caminhada, faça algumas flexões, inscreva-se em uma aula de ioga. Estas são apenas algumas maneiras de exercitar seus músculos todos os dias.

6

Esticam

Você não precisa se alongar por uma hora; pode simplesmente melhorar sua flexibilidade movendo seu corpo de maneiras diferentes, alguns minutos todos os dias. Ao adicionar alguns alongamentos à sua rotina diária, você aumentará sua flexibilidade articular, o que reduzirá o risco de lesões. Além disso, você receberá um aumento instantâneo de energia devido ao influxo de sangue oxigenado enviado aos músculos e cérebro.

7

Mova-se com seus amigos

Este é um dois-em-um: é divertido e motivador! De fato, motivar os outros é uma das maneiras mais fáceis de se manter motivado. E, ao se exercitar com seus amigos, você associará a ser ativo à diversão e desejará fazê-lo regularmente!

8

Coma em boa companhia

Deixe suas telas de lado e gaste algum tempo se conectando com humanos reais. A conversa não é apenas uma ótima maneira de reforçar seus laços sociais, mas também faz você comer mais devagar. Você abaixará o garfo quando estiver cheio, mas não muito cheio.

9

Encha metade do seu prato com frutas e legumes

Muitos de nós conhecem essa dica, mas poucos a seguem. Ao planejar seu cardápio, adicione muitas saladas, ensopados, sopas, vegetais crus, gratinados, purés, sautés, frutas frescas, smoothies e compotas. Frutas e vegetais são embalados com nutrientes, com poucas calorias e acessíveis. Os ingredientes ideais para uma dieta saudável!

10

Preste atenção quando sentir fome e plenitude

Quanto você deve comer todos os dias? A resposta a esta pergunta pode variar bastante e depende do seu peso, sexo, idade e nível de atividade física. Dito isto, uma boa maneira de garantir que você está comendo o suficiente é prestar atenção aos sinais de fome. Quando seu estômago roncar, coma. Quando você se sentir completo, pare. Mesmo que seu prato não esteja vazio. Mesmo que alguém lhe ofereça segunda ajuda

11

Adicione variedade à sua dieta

Ao adicionar variedade ao seu menu, você garantirá que está recebendo uma variedade de benefícios exclusivos de uma ampla seleção de ingredientes. Por exemplo, em vez de uma torrada matinal, experimente uma aveia durante a noite ou adicione vegetais de cores diferentes ao carrinho de compras.

12

Café da manhã> almoço> jantar

Como você precisa se concentrar e se manter energizado durante o dia, tome um café da manhã completo, um almoço de tamanho médio e um jantar leve. Você vai para a cama se sentindo mais confortável e acorda com um pouco de fome. É disso que você precisa para começar tudo de novo!

13

Beber água

A água é essencial para se manter hidratado e evitar dores de cabeça, fadiga e problemas de concentração. Mantenha uma garrafa de água reutilizável à mão e sempre a vista para lembrá-lo de beber regularmente. Chá, chá de ervas e café sem açúcar também são boas opções.

14

Prepare seu almoço

Preparar seu próprio almoço e lanches para o escritório, escola ou viagens é uma boa maneira de comer em qualquer lugar. Além de economizar dinheiro, você evitará excesso de sódio, açúcar, gordura e conservantes químicos nas refeições em restaurantes de fast food.

15

Aproveite o tempo para cozinhar

Ao cozinhar, queremos dizer um tempo durante a semana para preparar alguns pratos simples e saborosos que economizarão seu tempo em dias agitados. Leva apenas duas horas para cozinhar 12 muffins, fatiar melão e legumes, marinar tofu e cozinhar quinoa.

16

desconectar

Arrumar seu smartphone pode parecer um enorme desafio. Mas estar conectado 24/7 pode ter efeitos colaterais negativos em sua memória [5] , criatividade e produtividade [6] . Desconecte pelo menos uma hora todos os dias e dê ao seu cérebro uma pausa bem merecida!

17

Respirar

Tire algum tempo para respirar fundo. Com tudo o que está acontecendo ao seu redor, você pode estar apenas respirando fundo e superficialmente. Passar alguns momentos respirando profundamente pode acalmar sua mente e proporcionar benefícios físicos, como diminuir a pressão arterial e a frequência cardíaca. Também pode ajudá-lo a gerenciar seu estresse.

18

Desfrute de uma micro-férias

Todo dia? Se você puder! Leva apenas meia hora. Uma micro-férias significa simplesmente um momento no seu dia em que você pode descansar e relaxar. Deite-se e olhe para longe. Deixe seu cérebro vagar. Você ficará surpreso com o quão benéfico isso pode ser para sua criatividade e níveis de energia!

19

Dormir

O sono, assim como exercícios e uma dieta saudável, é um dos pilares da boa saúde. Dormir o suficiente (entre 7 e 8 horas todas as noites) regularmente terá um efeito positivo no seu humor, memória, longevidade, bem como no seu desempenho cognitivo e físico. [7]

20

Sorrir

Este é um hábito fácil de adotar e terá um grande impacto no seu humor. Simplesmente levantar os cantos da boca produz endorfinas, proporcionando felicidade instantânea!

Concluindo, uma das vantagens de adotar hábitos de vida saudáveis ​​é que é possível mantê-los para sempre. Isso nem sempre é possível com soluções extremas que muitas vezes se transformam em moda. Ao se concentrar em hábitos de vida saudáveis, você garantirá que seu sucesso seja duradouro!

8 maneiras de economizar dinheiro com roupas infantis baratas

Com um menino e uma menina, não tenho o luxo de usar roupas de segunda mão para meus filhos. Quando meu filho mais novo sai de dentro da calça jeans, tenho que ir à loja porque ele simplesmente não usa as calças da irmã mais velha com as flores bordadas. É compreensível.

Mas o que não entendo é como um par de jeans com aproximadamente um quarto do tamanho de um par adulto custa a mesma quantia. Pensando nisso, enquanto lutava com meus filhos no The Children’s Place, decidi que iria parar de pagar o preço total de todas as roupas de meus filhos de uma vez por todas.

Como comprar roupas infantis por menos

Seja na temporada de volta às aulas ou simplesmente no início do verão, seus filhos precisarão de roupas novas. Quando eu era pai de um filho único, isso significava mais horas passadas no shopping, escolhendo as roupas adoráveis ​​e caras. Agora, no entanto, com os jovens, eu tive que ser muito mais inteligente quando compro.

Se você gastar muito dinheiro com roupas de criança, existem várias maneiras fáceis de reduzir as despesas:

1. Ignorar coleções
As lojas de roupas infantis geralmente agrupam suas coleções mais recentes na frente da loja, onde você pode ver facilmente todas as peças diferentes juntas. É o que o convence a comprar a blusa, as saias, os sapatos combinando e até os grampos de cabelo fofos, tudo ao mesmo tempo. Mas seu filho realmente não se importa se você compra todas as peças da coleção inteira. Se você se apaixonar por uma calça, vá em frente e compre – mas ignore os outros itens que estão agrupados nela. Claro, seu filho ficaria adorável nesse chapéu, mas vamos ser sinceros: é completamente desnecessário.

Em vez disso, vá para a parte de trás da loja, onde encontrará itens de desembaraço barato. Você obterá economias extras quando a loja fizer uma venda com percentual de desconto – apenas verifique se o desconto também se aplica ao rack de folga.

2. As
lojas Think Ahead começam a fechar blusas e outras roupas de frio quando o estoque da primavera chegar, mas isso não significa que a temporada de inverno acabou. Adoro fazer compras no final de temporada, porque geralmente acontecem um ou dois meses antes que meus filhos realmente trocem os guarda-roupas da estação. Compro roupas sazonais um pouco grandes para os meus filhos. Eles podem usar um novo item por alguns meses e, em seguida, ele é armazenado no próximo ano – e deixa o espaço das crianças para crescer.

3. Compartilhe o básico
Não vou fazer meu filho usar um par de Mary Janes, e minha filha não precisa usar uma camiseta do Lightning McQueen, mas quando se trata do básico, eles definitivamente compartilham. Calças de neve, luvas, botas, capuzes e jaquetas são todas grandes compras, e eu odeio comprar dois conjuntos de tudo. Em vez disso, eu sempre os compro em preto ou marrom, para que possam ser compartilhados e passados. Esses itens podem ser caros, e ter que comprar apenas um par é um grande alívio financeiro.

4. Compre roupas de brincar
Há uma grande diferença entre as roupas de verão e as roupas da escola de outono – ou seja, o preço e a qualidade. Quando sei que meus filhos vão brincar no parque, andar de bicicleta e ir à praia, procuro roupas com qualidade de jogo a baixo custo. Procuro ofertas que me permitam comprar duas ou três camisas ou camisetas com desconto, calças de moletom, chinelos e shorts. 5. Troque com amigos
Use seus recursos para reduzir a necessidade de comprar roupas na loja. Você pode organizar uma troca de roupas para crianças da mesma maneira que faria com uma troca de roupas para adultos: Diga a todos os seus amigos para levar de 10 a 15 peças que estão em ótimas condições e aproximadamente do mesmo tamanho, e você terá novas adições ao armário do seu filho sem gastar um centavo.

6. Venda de roupas
Se você sabe que está chegando a grande onda de compras de volta às aulas , trabalhe para financiá-las sem gastar muito . Uma maneira é levar as roupas velhas do seu filho para uma venda de garagem no seu bairro. Desde que o proprietário esteja de acordo, é possível vender calças, camisas e sapatos em boas condições por alguns dólares por peça. Você também pode vender roupas online em sites como o  eBay . Depois de vender os itens desnecessários, você pode pegar o dinheiro que ganhou e investir na compra de roupas novas para a temporada.

Vender itens desnecessários

7. Compre de segunda mão
Se a idéia de comprar as coisas de outra pessoa é inicialmente desagradável, comece pequeno. Confira brechós e lojas de consignação para conferir ótimas ofertas em roupas básicas limpas e usadas com cuidado. Em geral, comprar roupas para “ocasiões especiais” em uma loja de segunda mão é uma idéia inteligente, pois seu filho provavelmente não precisará usar seu vestido de Páscoa mais de duas vezes.

Depois de se sentir mais confortável com a compra de roupas de segunda mão, pode optar por comprar calças, camisas e outros itens básicos. Certifique-se de lavar esses itens cuidadosamente antes de adicioná-los ao guarda-roupa do seu filho.

8. Confira as vendas de garagem
Pense que você só pode pegar brinquedos e livros nas vendas de garagem ? Pense de novo. Você pode obter ótimas promoções em roupas infantis, se for um comprador experiente. Se você deseja as melhores ofertas, faça uma pesquisa on-line visitando sites como  Garage Sales Tracker e  Yard Sale Search para visualizar as próximas vendas anunciadas. Aqui, você pode visualizar detalhes da venda, além de alguns dos itens em destaque. Você também pode entrar em contato com o vendedor para ver quantos filhos eles têm, bem como seus sexos. Uma família com um menino e uma menina provavelmente tem roupas em ótimas condições, porque não são usadas como roupas íntimas. Fazer a lição de casa significa que você obterá ótimas ofertas nas melhores coisas.