AuthorBenjamin Allen

Gigantes do comércio eletrônico estão virando verdadeiros titãs

O setor de comércio eletrônico se tornou amplo e diversificado. No entanto, alguns gigantes estão governando o mundo do comércio eletrônico. São empresas que estabeleceram algum tipo de monopólio e imensa credibilidade no setor de comércio eletrônico.

As empresas de comércio eletrônico mais populares em todo o mundo são Amazon, Alibaba, eBay e Walmart. Esses gigantes do comércio eletrônico redefiniram o setor de varejo, independentemente da localização. Eles acumulam receitas que excedem bilhões de reais anualmente. 

À medida que a acessibilidade à Internet aumenta, essas estimativas disparam. No momento em que este artigo foi escrito, a Amazon estava presente em 58 países, Alibaba em 15, Walmart em 27, MercadoLivre em 18.

Capacitando uma loja de comércio eletrônico

No momento, temos um bom entendimento de como o comércio eletrônico cresceu nos últimos anos. A pergunta que muitas pessoas fazem hoje é: “Como podemos lançar uma loja de comércio eletrônico?”

Quando você considera o nível de competição que existe no setor de comércio eletrônico, esta se torna uma questão importante. No entanto, a ideia de que a demanda por bens e serviços está sempre aumentando é um fato reconfortante. Além disso, os gigantes que governam o mundo do comércio eletrônico hoje já responderam a essa pergunta.

embalagens para e commerce

Um e-commerce de sucesso coloca o seu cliente em primeiro lugar em todas as áreas, e uma área que é pouco levada a sério pelos proprietários é o setor de envio e na utilização das embalagens para os produtos comprados. É  fundamental que as embalagens sejam de qualidade e se possível com o logo da sua marca para o marketing, existem vários tipos de embalagens para o envio dos produtos como: sacos plásticos, envelopes de segurança, sacola alça vazada, envelopes para e-commerce e etc.

Existem muitas maneiras de lançar uma loja de comércio eletrônico, mas uma das maneiras mais eficazes, que economiza custos e garante suporte, é usar plataformas que facilitam todo o seu trabalho.

Uma plataforma de comércio eletrônico é uma solução de software que permite às empresas criar e gerenciar lojas online. Uma loja é qualquer cliente ou negócio relacionado à venda de produtos e serviços. Essas plataformas oferecem tudo que uma empresa precisa para vender online, nas redes sociais ou pessoalmente.

Benefícios de uma plataforma de comércio eletrônico

Administrar uma loja de comércio eletrônico usando uma plataforma de comércio eletrônico ajuda você a:

  • Venda em escala global: usando uma única plataforma para vender produtos para qualquer pessoa, em qualquer lugar, com sua loja de comércio eletrônico, mercados online e mídia social, e pessoalmente com ponto de venda.
  • Divulgue seu negócio: Use ferramentas de marketing integradas que ajudam a criar, executar e analisar campanhas no Facebook e Google.
  • Gerencie seu negócio: use um único painel para gerenciar pedidos, remessas e pagamentos onde quer que você vá. Use os insights fornecidos para expandir seus negócios.

Experiências do consumidor

Assim como o comércio eletrônico está mudando o setor de varejo, também está mudando as experiências do consumidor de muitas maneiras. No comércio eletrônico, a experiência do consumidor gira em torno de três aspectos principais:

embalagens para e commerce

Os consumidores que compram on-line fazem onde e como querem. Ao contrário das lojas físicas, os consumidores não precisam estar fisicamente presentes na loja para efetuar uma compra. Para o conforto do consumidor, ele pode percorrer os produtos e, com o toque de um botão (ou alguns), concluir a compra. Como resultado, isso economiza tempo e garante satisfação. Claro, isso é muito importante para o consumidor.

As empresas de e-commerce vão além na personalização das experiências do consumidor. As experiências do consumidor podem ser adaptadas com base nas transações anteriores do consumidor. As plataformas de comércio eletrônico usam insights obtidos a partir do histórico dos consumidores para sugerir ofertas de produtos que correspondem aos seus interesses.

Ao fazer compras online, os consumidores economizam muito tempo, dinheiro e outros recursos valiosos. Tudo o que os consumidores precisam fazer é fazer um pedido em um local e hora convenientes para que ele seja colocado à sua disposição.

O setor dos e-commerces esta em grande Ascenção

O setor de comércio eletrônico está evoluindo rapidamente à medida que a Internet se torna mais acessível em diferentes partes do mundo. As empresas de varejo tradicionais estão migrando para o espaço de comércio eletrônico. Portanto, ampliando seu alcance ao consumidor e também se mantendo na competição.

embalagens para e commerce

A melhoria das experiências do consumidor nas lojas de comércio eletrônico é evidente. O aumento da acessibilidade à Internet, facilidade de transação, abundância de produtos e ofertas personalizadas, ausência dos constrangimentos de presença física e interação tornam as compras online desejáveis ​​para os consumidores.

Por isso tudo o crescimento das compras online é inevitável, e estamos entrando em uma nova era, a era das compras pela internet.

O que é tbt nas redes sociais e outras 15 siglas para conhecer

Entrou no Facebook, no Instagram ou até no Twitter e ficou se perguntando o que é TBT nas redes sociais? Não se preocupe, essa dúvida é muito normal. Afinal, novas siglas surgem todos os dias na internet. 

Muitas delas, como nesse caso, são abreviações de palavras em inglês. Por isso, elas podem não fazer tanto sentido para falantes de português em um primeiro momento. 

Mas isso não significa que você precisa de um dicionário para conhecer todos os termos comuns na web. Neste artigo, vamos falar sobre o TBT e outras expressões usuais. Assim, você vai poder arrasar nas interações sociais pela internet, utilizando seu plano da Tim Brasil

O que é TBT nas redes sociais?

Para começar, vamos explicar o que é TBT nas redes sociais. A sigla ficou famosa em 2011, no Instagram, como uma hashtag. Ou seja, acompanhada do símbolo #. 

Ela é um acrônimo para a palavra inglesa “Throwback Thursday” que, em português, significa algo como “Quinta-feira do Retorno”. Na prática, serve para relembrar alguma foto, postagem ou momento do passado. 

Ela surgiu no Twitter, mas logo se espalhou por todas as redes e é utilizada na internet de diversas maneiras. A regra, porém, é que os posts sejam feitos na quinta-feira, para respeitar a nomenclatura original. 

Outras 10 siglas para conhecer

Agora que você viu o que significa TBT nas redes sociais, vamos falar também sobre algumas outras siglas comuns na internet. Afinal, elas surgem o tempo todo e nem sempre a gente consegue se atualizar. 

1 – LOL

Uma das siglas mais comuns hoje em dia é LOL, que vem do inglês “Laughing Out Loud”, algo como “rindo alto” em português. 

2 – WTF

Mais uma sigla que vem do inglês, WTF é um acrônimo para o xingamento “What the fuck?” ou “que porcaria é essa”, em um português mais educado. 

3 – NSFW

Outro acrônimo popular na internet é o NSFW, ou seja, “Not Safe For Work”. A frase pode ser traduzida como algo “inadequado para o trabalho”, que você deve evitar abrir no escritório ou outros ambientes formais. 

4 – SQN

Finalmente chegamos em uma sigla brasileira. “SQN” é um acrônimo para a frase “Só Que Não” e geralmente é usada em piadas ou frases irônicas. Por exemplo: “que gostoso esse frio – SQN”. 

5 – BTW

Voltando para as expressões em inglês, outra que ficou famosa por aqui foi “BTW”. Trata-se de um acrônimo também para a frase “By The Way”, que significa algo como “por falar nisso” ou “à propósito”.

6 – SDV

Essa é para quem gosta de ganhar seguidores na internet. Geralmente utilizada em comentários ou como hashtag, “SDV” é uma abreviatura para “Segue De Volta”. Ela serve para indicar que aquele perfil vai seguir todos os perfis que o seguirem também. 

Em inglês, também existe o “Follow Back” ou “FB” que alguns brasileiros utilizam, então você pode fazer como preferir. 

7 – DM

A sigla DM vem de “Direct Messages”, a forma em inglês como o Instagram e o Twitter chamam as plataformas de mensagens das ferramentas. Em português é Mensagens Diretas, mas a abreviação em inglês pegou entre os usuários e agora serve até para outras redes sociais.

8 – AC

Já quis acompanhar uma discussão nas redes sociais mas ficou com medo de perder aquela postagem para sempre quando atualizar a plataforma? Para resolver esse problema, muita gente comenta no post a abreviatura “AC”, que significa “Acompanhar”. Assim, recebe notificações toda vez que outra pessoa também deixar comentários. 

 

Leia também: Saiba como trabalhar com links patrocinados

9 – FF

Outra dica para quem quer ganhar seguidores, seja no Twitter ou no Instagram é a “Follow Friday” ou “FF”. Essa expressão em inglês, que significa algo como “Sexta-feira De Seguir”, serve para você indicar perfis relevantes para os seus seguidores e pode ser indicado também por essas pessoas. 

10 – BFF

Essa já virou bem popular no Brasil, mas muita gente ainda não sabe o que quer dizer “BFF”. Ela vem da expressão inglesa “Best Friends Forever”, que significa “Melhores Amigos(as) Para Sempre”. 

11 – DIY

Para quem gosta de acompanhar redes sociais como o Pinterest ou mesmo páginas de artesanato e decoração, essa sigla deve ser comum. “DIY” quer dizer “Do It Yourself” ou “Faça Você Mesmo”, em português. 

Ela geralmente serve para tutoriais e aulas, mas pode ser utilizada em outros contextos também. 

12 – OOTD

Já quem curte páginas sobre moda, pode ter visto por aí a sigla “OOTD”, traduzida como “Outfit Of The Day” ou o popular “Look Do Dia” entre as blogueiras brasileiras. 

13 – PLS ou PFV

Essa sigla é outra que tem versões em português e inglês e pode ser utilizada das duas maneiras por aqui. Seja a abreviação “PLS”, da palavra “Please”, ou então “PFV”, de “Por Favor”. 

14 – PVT

Além disso tudo, quando você estiver se comunicando com alguém online e quiser enviar uma mensagem particular, pode utilizar a sigla “PVT”, que representa a palavra em inglês “private”, ou “privado”. 

15 – RIP

Por fim, vale lembrar também essa abreviação muito comum nos Estados Unidos para lamentar a morte de pessoas conhecidas. “RIP” é uma sigla para “Rest in Peace”, ou “Descanse em Paz”, no português. 

Gostou de saber o que é TBT nas redes sociais e também de descobrir todas essas outras siglas? Então continue acompanhando nossas postagens!

Conheça a ferramenta Audience Insights do Facebook

O Audience Insights é uma ferramenta do Facebook voltada para campanhas de marketing, que oferece informações a respeito do público-alvo, permitindo a criação de campanhas mais assertivas e relevantes para os usuários.

 

Essa funcionalidade foi criada com o objetivo de melhorar a produção de marketing dentro do Facebook. 

 

Afinal de contas, com o crescimento exponencial da rede, várias empresas passaram a usar a plataforma para a divulgação de produtos ou serviços.

 

Segundo dados do próprio Facebook, a rede social conta com mais de 2,3 bilhões de usuários diários ativos, desde a sua criação. Cerca de 92% das empresas já estão no Facebook, e mais de 70% dos usuários estão conectados a pelo menos uma página de negócios.

 

Aliás, é possível perceber esse alcance da rede, pois lá podemos encontrar todos os tipos de empreendimentos, desde uma página de assessoria ambiental, até páginas de profissionais autônomos, de trabalhos manuais, entre outros.

 

Por esse motivo, 93% dos profissionais de marketing incluem o Facebook como ferramenta em suas campanhas.

 

E como Audience Insights do Facebook pode ajudar nessas estratégias?

 

O artigo de hoje vai responder essa pergunta e falar mais sobre esse recurso, mostrando como ele pode ser usado no seu plano de marketing. Continue lendo!

O que é Facebook Audience Insights?

O Facebook Audience Insights é uma ferramenta que traz informações a respeito do público-alvo, sendo possível criar campanhas com base nesses dados e, com isso, o desenvolvimento de conteúdos mais direcionados para a audiência.

 

Ou seja, um nutrólogo esportivo, por exemplo, pode usar essa funcionalidade para conhecer melhor os seus seguidores e saber quais são os conteúdos que eles mais gostam (por exemplo, dicas de alimentação, treino, entre outros).

 

As principais informações reveladas pelo Audience Insights são:

 

  • Dados demográficos (idade, sexo, estado civil, profissão);
  • Dados geográficos (língua, localidade e regiões);
  • Estilo de vida dos seus seguidores;
  • Principais páginas curtidas pelos usuários;
  • Principais interesses da audiência.

 

A ferramenta também nos permite conhecer mais a respeito do comportamento de compra online dos consumidores, isto é, em que categorias ele está mais propenso a fechar negócios.

 

Em conjunto com as informações sobre localização, é possível oferecer o produto ou serviço certo, para pessoas que estão mais próximas ao seu negócio, ou ainda, veicular promoções especiais, eventos e outros conteúdos de interesse do público.

 

Assim, os promotores para eventos também se beneficiam da ferramenta, pois eles podem enviar convites para uma determinada região ou área mais próxima.

Passo a passo para acessar o Audience Insights

Para acessar o Facebook Audience Insights e conhecer o seu público-alvo, é preciso ter uma página da sua empresa, com um mínimo de 1000 curtidas. 

 

Esse recurso só está disponível para páginas, não para perfis pessoais.

 

Depois, acesse o “Gerenciador de Anúncios” e, em seguida, clique em “Informações do Público”, no menu localizado no canto superior esquerdo da tela. Você deve escolher a conta de anúncios que deseja usar para ter acesso às informações da audiência.

 

Por exemplo, se você é um oftalmologista de cachorro, pode usar o Audience Insights para ter mais dados sobre um conteúdo que compartilhou a respeito de como é a consulta e quais as vantagens do seu trabalho.

 

Posteriormente, é necessário configurar os filtros, de acordo com o público que se deseja analisar. O Audience Insights irá te mostrar quatro abas diferentes: dados demográficos, curtidas na página, localização e atividade.

 

Você também pode personalizar um público específico e salvar essas informações, para usar o mesmo filtro em campanhas futuras. 

4 dicas para usar o Facebook Audience Insights para criação de campanhas

As informações sobre o público-alvo nos ajudam na criação de campanhas, pois possibilitam a intersecção das características da audiência, criando um perfil muito mais específico de potencial consumidor.

 

Por exemplo, alguém que procura por locação de videogame possui um perfil singular e, dessa maneira, o conteúdo pode ser direcionado para essa pessoa, aumentando as chances de compra.

 

Mas, para encontrar esse “perfil ideal”, é necessário seguir algumas dicas, que podem te ajudar na construção do público-alvo. Veja abaixo!

1 – Faça a segmentação do público

Para começar a produção do anúncio, vale a pena verificar quem são os seguidores interessados na propaganda. 

 

Primeiro, comece com uma segmentação mais geral e, aos poucos, vá especificando mais, afunilando mais o perfil.

 

Ou seja, a primeira segmentação para quem procura emergências veterinárias, por exemplo, é a saúde de animais. Podemos recortar em “saúde de animais domésticos” e, posteriormente, “saúde de animais domésticos, principalmente cachorros”.

 

A partir do exemplo, podemos ver que partimos de uma segmentação mais geral para uma mais específica, sendo possível identificar melhor quem são as pessoas interessadas no anúncio.

2 – Tenha um bom entendimento sobre sua campanha

Para que o caminho do seu anúncio chegue até o cliente ideal, não basta somente segmentar, mas também, compreender mais sobre a campanha. Sendo assim, verifique:

 

  • Qual é o interesse da empresa com esse anúncio?
  • Qual público quero atingir com essa ação?
  • Que interesse desejo despertar no meu público?
  • Quais resultados espero atingir com essa campanha?

 

Por exemplo, em um anúncio sobre buffet para bodas de ouro, o interesse da empresa pode ser aumentar o fechamento de contratos, ao mesmo tempo em que busca atingir um público mais abrangente, como demais comemorações além das bodas.

3 – Saiba quem é a sua audiência

Dentro do segmento, vale a pena ressaltar, novamente, as características específicas de cada grupo de seguidores. Para isso, veja:

 

  • Quais são os cargos profissionais do público?
  • Há restrição geográfica para a compra?
  • Qual é a faixa etária dos meus seguidores?
  • Qual é o nível escolar da audiência?

 

Essas questões vão nos ajudar a construir a linguagem para nos comunicar com o nosso público. 

 

Afinal de contas, se a maioria dos seguidores é composta por jovens entre 16 a 23 anos, o modo de comunicação é diferente de uma empresa que se relaciona com um perfil mais velho, de 30 a 45 anos.

 

Além do mais, o modo como vou tratar sobre o assunto de vistoria para carros, por exemplo, também pode variar dependendo da formação acadêmica do meu público. Às vezes, o uso de palavras rebuscadas e difíceis pode não ser a melhor alternativa.

 

Assim, ao estabelecer a linguagem, conseguimos nos aproximar mais da nossa audiência, criando um relacionamento mais saudável e contribuindo para a fidelização dos clientes.

4 – Crie o seu público personalizado no Audience Insights

Depois de verificar todos esses pontos, está na hora de personalizar o seu público com o Audience Insights. 

 

As dicas acima servem para dar uma “base” na criação da nossa audiência, mas você pode especificá-la ainda mais com as seguintes ferramentas:

Conexões

Você pode mudar algumas características do seu público-alvo em “Conexões”. Para isso, basta selecionar a página que deseja criar a campanha. Caso você tenha mais de uma página, é possível fazer várias combinações de dados.

Localização

Você pode restringir o público dependendo da localidade. Por exemplo, dentro do Brasil, é possível selecionar todos os estados, ou somente alguns.

Idade e Gênero

Aqui, você pode escolher o público dependendo da idade e do sexo, em valores mínimos e máximos, assim como em gênero, a campanha pode ser direcionada para todos, ou somente para homens ou mulheres.

Interesses

Os interesses incluem os conteúdos que possam ser atrativos aos usuários. Assim, caso o seu seguidor tenha interesse em “Esporte”, por exemplo, você pode aplicar a sua propaganda para essa audiência específica.

 

Vale dizer que é possível adicionar vários interesses, mas não excluí-los.

 

Os interesses ajudam a construir o valor do seu anúncio. 

 

Por isso, o Facebook atribui essa característica com base em comportamentos e atividades reais dos usuários, de acordo com as páginas que eles curtem, o conteúdo que consomem e quais anúncios costumam clicar.

Filtros avançados

O Audience Insights conta com alguns filtros avançados, que podem ajudar a segmentar ainda mais o seu público.

 

Há várias possibilidades de filtro, entre eles, o status de relacionamento, cargo, acontecimentos da vida, etc.

Conclusão

O Facebook Audience Insights é uma funcionalidade extremamente vantajosa para as empresas que desejam criar campanhas assertivas, direcionadas e eficientes nas redes sociais. 

 

Por esse motivo, grande parte dos planejamentos de marketing digital já incluem o recurso como parte da estratégia.

 

Além de melhorar o direcionamento, o Audience Insights permite oferecer aos usuários conteúdos muito mais interessantes, diferente do que ocorre nas mídias tradicionais, onde as propagandas são veiculadas de maneira massiva, homogênea e pressupondo um público passivo.

 

Ou seja, mais do que melhorar as chances de venda, o Audience Insights também permite que os internautas tenham uma boa experiência de navegabilidade.

Esse texto foi originalmente desenvolvido pela equipe do blog Guia de Investimento, onde você pode encontrar centenas de conteúdos informativos sobre diversos segmentos.

Conheça a contabilidade digital e quando você deve usá-la

A contabilidade é indispensável para o sucesso de qualquer negócio. Afinal de contas, ela é a ciência responsável por estudar as variações quantitativas e qualitativas ocorridas no patrimônio, incluindo o conjunto de bens, direitos e obrigações, das entidades públicas e privadas. Ou seja, a contabilidade fornece dados úteis que ajudam na tomada de decisões.

 

Assim, todas as movimentações no patrimônio são registradas pela contabilidade, que entrega as informações aos responsáveis pela entidade, sendo possível saber como está indo a situação financeira da empresa.

 

Por isso, quaisquer negócios, desde um empreendimento especializado em limpeza de caixa d água preço diferenciado, profissionais autônomos e grandes multinacionais precisam da contabilidade, para fins de organização orçamentária e planejamento de iniciativas, campanhas e ações empresariais.

 

Com o avanço das TICs (tecnologias da informação e da comunicação), os trabalhos de contabilidade puderam ser interseccionados por ferramentas de ponta, que possibilitaram maior eficácia e assertividade em processos, cálculos e interpretação de dados.

 

O advento da internet e das plataformas online também colaborou para o dinamismo contábil, com influência direta na produtividade das entidades. Ou seja, além de eficiente, as TICs contribuíram para a otimização das empresas e aumento da performance.

 

Daí surge a contabilidade digital, uma tendência de mercado que transformou muitas atividades do profissional contábil, além de promover estratégias mais assertivas para o sucesso das entidades.

 

O artigo de hoje vai falar mais sobre a contabilidade digital e quando você deve usá-la na sua empresa. Acompanhe a veja as dicas!

O que é contabilidade digital?

O conceito de contabilidade digital é relativamente novo no Brasil, mas aos poucos o termo tem se popularizado cada vez mais, principalmente com a criação da plataforma ERP, para atender às micro e pequenas empresas.

 

Em termos gerais, o ERP consiste em um software que integra todos os dados e processos da organização em um único sistema. 

 

Desse modo, é mais fácil gerenciar e administrar as empresas, já que a tecnologia armazena todas as informações em uma única plataforma, em um fluxo único e contínuo.

 

Com isso, o ERP é capaz de dinamizar as atividades contábeis, visto que todos os dados podem ser analisados e interpretados pelo contador, de modo muito mais acessível e em formato eletrônico.

 

Por exemplo, em uma empresa de blindagem 3a, o departamento de contabilidade pode acompanhar as vendas, o progresso do negócio, além de observar os custos envolvidos em toda a operação, em diferentes equipes de trabalho.

 

Ou seja, a contabilidade digital incorpora as ferramentas tecnológicas, permitindo a integração do contador com clientes e fornecedores. O resultado é um aumento da produtividade e da segurança no gerenciamento contábil e financeiro da organização.

 

No livro “Digital Accounting”, publicado em 2006, encontramos uma das primeiras definições de contabilidade digital, como sendo uma representação das informações contábeis em formato eletrônico e digital, para que os dados possam ser manipulados e compartilhados por meio das TICs.

 

Em resumo, a contabilidade digital consiste em todos os processos contábeis feitos com o auxílio de tecnologias para aumentar a eficiência e agilidade do trabalho do contador.

 

Neste cenário, a internet é essencial, pois ela será a principal responsável pelo compartilhamento de documentos, informações e comunicação direta com as equipes.

Quais são as vantagens da contabilidade digital?

Mais do que melhorar a produtividade das empresas e introduzir um fluxo único de gerenciamento de informações, a contabilidade digital traz muitos benefícios e, por conta disso, vários tipos de negócios, como lojas de tinta pu, buscam implementá-la em seus processos de gestão.

 

Abaixo, confira algumas das vantagens da contabilidade digital:

Redução de custos

As tecnologias são aliadas na redução de custos de operação e, consequentemente, contribuem para o crescimento dos negócios.

 

Em primeiro lugar, a internet elimina a necessidade de um espaço físico de trabalho, já que todos os envolvidos no processo podem se comunicar online. A partir disso, temos uma redução com custos materiais. 

 

Além disso, não é necessário armazenar grandes quantidades de papel, visto que os documentos são armazenados em plataformas digitais. 

 

Ou seja, não é preciso guardar todas as notas fiscais dos chicotes elétricos, pois elas podem ser emitidas eletronicamente.

Otimização de processos

A automação é uma das principais características da excelência da contabilidade digital. 

 

Com as ferramentas tecnológicas, é possível reduzir a ocorrência de erros humanos, além de eliminar tarefas manuais mais simples, com atividades realizadas pelo próprio sistema ou plataforma ERP.

 

Nesse sentido, o fluxo de caixa de uma empresa que faz conserto ihm pode ser calculado automaticamente, diminuindo eventuais inconsistências matemáticas.

 

Tudo isso converge para a análise completa da situação contábil da organização – o que significa que os dados podem ser verificados antes que os responsáveis tomem qualquer decisão.

Facilidade de planejamento tributário

As empresas estão sujeitas ao pagamento de impostos e tributos ao Estado, bem como isenção de cobranças, em casos específicos. 

 

A inadimplência pode ser uma inimiga no crescimento dos negócios, pois inconformidades com o governo podem gerar multas e outros problemas mais graves aos empreendedores.

 

Por isso, a organização e gerenciamento de tributos de uma empresa que vende microscópio biológico binocular, bem como qualquer outro negócio, também são atividades do contador.

 

Com a contabilidade digital, fica mais fácil agendar o pagamento de impostos, dessa forma a empresa:

 

  • Não realiza pagamentos indevidos;
  • Não fica inadimplente;
  • Continua legalizada;
  • Adia a incidência de multas.

 

Ou seja, a contabilidade digital atua na eficiência do planejamento tributário.

Como posso usar a contabilidade digital no meu negócio?

Não vai demorar muito para que as tecnologias deixem de ser um diferencial das empresas para se tornarem praticamente uma obrigação. 

 

Por causa disso, é importante que os negócios acompanhem a evolução do mercado, incluindo empresas de venda de negatoscópio de mesa, entre outras.

 

Assim, para implementar a contabilidade digital no seu negócio, o ponto de partida é investir em um sistema de integração de gestão, o ERP. Boas plataformas compartilham as diferentes funções de controle, incluindo de estoque, vendas, logística, compra, etc.

 

Nesse sentido, o sistema ERP de qualidade precisa integrar os departamentos das empresas de modo rápido, simples e intuitivo.

 

Afinal de contas, não adianta nada ter um bom controle de estoque dos mancais de deslizamento, mas não encontrar os dados sobre venda desses produtos.

 

A plataforma de ERP também permite a emissão de relatórios gerenciais, para que o profissional de contabilidade possa também ajudar na tomada de decisões e, com isso, seja um consultor da entidade.

 

Outras duas ferramentas da contabilidade digital é o armazenamento em nuvem e o GED contábil, que permitem a flexibilidade de análise de dados e maior produtividade.

 

No armazenamento em nuvem os documentos, relatórios e arquivos são colocados em arquivos online, que podem ser acessados em qualquer horário ou local, desde que tenha acesso à internet.

 

Algumas pesquisas mostram que as empresas contábeis que utilizam o armazenamento em nuvem tiveram um crescimento de 15% ao ano, contra 4% das organizações que não adotam a tecnologia.

 

Já o GED Contábil é uma tecnologia responsável pela automatização dos processos, como o envio automático de e-mails, geração de relatórios, elaboração de protocolos, entre outras tarefas importantes para a contabilidade.

 

De acordo com uma pesquisa realizada, estima-se que em pouco tempo quase todas as rotinas contábeis serão 100% automatizadas.

 

Isso quer dizer que as tarefas burocráticas, incluindo gestão da folha de pagamento, organização tributária e emissão de notas fiscais serão executadas por instrumentos tecnológicos, como computadores, softwares e plataformas.

 

Vale dizer que todos esses processos e recursos tecnológicos devem ser implementados aos poucos na empresa, de acordo com a possibilidade de investimento de cada organização.

 

Também é necessário treinar a equipe para o uso dos softwares e tecnologias, algo que demanda tempo e especialização dos colaboradores.

 

Além do mais, é importante ressaltar que o contador não é substituído. Ou seja, ele utiliza os recursos tecnológicos na contabilidade digital, mas de qualquer maneira, ele será o responsável pela análise e interpretação dos dados.

Conclusão

A contabilidade digital é uma revolução da rotina contábil dentro das organizações, sejam elas públicas ou privadas. 

 

Com inúmeras vantagens, incluindo o aumento da produtividade e redução de custos, ela representa um avanço nos processos de trabalho, visando a melhor eficiência das atividades.

 

Por conta disso, a tendência é que a contabilidade digital integre quase todas as entidades nos próximos anos, muito por conta da evolução tecnológica e o crescimento da internet nas rotinas de produção.

 

Ou seja, a contabilidade digital já é uma realidade. Contudo, ela não substitui a figura do contador, mas serve como uma ferramenta importante para garantir o sucesso das empresas e organizações.

Esse texto foi originalmente desenvolvido pela equipe do blog Guia de Investimento, onde você pode encontrar centenas de conteúdos informativos sobre diversos segmentos.

Como limpar o para-brisa do seu carro

Os para-brisas podem ficar constantemente cobertos por um filme de sujeira, você pode estar dirigindo com um para-brisa muito sujo sem nem mesmo saber. Para evitar obstruções perigosas à sua visão, limpe seu para-brisa regularmente, se você precisar ou não, deixando ele sempre limpo é extremamente importante em questão de segurança, pois ele limpo não interfere na sua visão.

Devo lavar meu carro quando está quente?

Lavar o carro quando está muito quente não é uma boa ideia. Se você estiver dirigindo o veículo e ele ainda estiver esfriando, ou se estiver estacionado em um local ensolarado, deixe esfriar antes de limpá-lo.

Lavar um carro quente pode realmente causar a formação de depósitos de sabão no exterior, e você não obterá o resultado claro que deseja para o seu para-brisa, ou seja não é indicado lavar o carro com ele ainda quente, espere um tempinho até ele estar mais frio para que você possa começar a limpá-lo

O que devo usar para limpar meu para-brisa?

Há quem diga que existe várias formas de limpar o seu para-brisa, mas tem formas que são realmente eficazes e que não é uma perca de tempo, então sendo assim, para limpar seu para-brisa, misture ¼ de xícara de amônia com um litro de água. Usando uma esponja, lave bem o vidro com esta solução e depois seque-o completamente com um pano macio.

Também é uma boa ideia manter uma garrafa dessa solução no carro, caso você acabe na estrada um dia e perceba que seu para-brisa ficou sujo. Se o para-brisa parecer oleoso, talvez de dirigir em estradas revestidas de óleo para controlar a areia soprada, polvilhe creme de tártaro no para-brisa e depois lave com água e sabão.

E lenços umedecidos?

Cuidar dos limpadores de para-brisa é outro componente importante da manutenção do carro. Se eles começarem a chiar ou esfregar o para-brisa, poderão arranhar o vidro. Eles também não limpam efetivamente o para-brisa quando isso acontece, portanto, certifique-se de substituí-los regularmente. Idealmente, você substituirá seus limpadores antes que eles cheguem a esse ponto.

Além disso, limpá-los regularmente os manterá em boas condições de trabalho e evitará que eles simplesmente manchem a sujeira do vidro. A solução de amônia também pode ser usada para limpar as palhetas do limpador. Apenas molhe um pano macio com a solução e limpe suavemente as lâminas, e certifique-se de secá-las depois.

Fique seguro

Às vezes, você se vê dirigindo por uma estrada poeirenta e de repente não consegue enxergar muito bem através do seu para-brisa nublado e sujo. Existem alguns itens domésticos comuns que você pode guardar no carro para soluções rápidas. Uma caixa de lenços umedecidos ou absorventes escondidos no porta-luvas pode salvar o dia. Eles podem ser usados ​​para limpar rapidamente o para-brisa numa dessas situações.

Por fim, certifique-se de manter seu veículo, verificando regularmente todos os níveis de fluido, e isso inclui o líquido lavador de para-brisa. Este fluido é muito importante no caso de você precisar lavar rapidamente a sujeira durante a condução, portanto, verifique o reservatório regularmente e reabasteça conforme necessário.

Dicas para reforma comercial

Pensar em reformar um estabelecimento comercial é pensar em muitos gastos, e em um emaranhado de problemas. Precisar paralisar a produção em um a dia é um custo a mais, além dos custos já programados para a reforma. Se uma reforma residencial comum já e algo extremamente complexo, imagine uma reforma comercial. Mas há algumas formas de melhor planejar todo esse procedimento? O que será que pode ser feito para que os custos sejam mitigados? Então, vamos lá para uma breve conversa sobre alguns pontos que podem ser diferentes em sua reforma.

 

O primeiro passo na reforma residencial é: ajuda profissional.

Esse é um momento em que você precisa buscar a ajuda profissional, sendo mais específico, uma empresa de reformas sempre será a mais indicada. Mas em primeira instância, buscar identificar todos os pontos que carecem de mudanças em seu estabelecimento é um fator muito importante, entenda:

Segurança: a segurança sempre vem em primeiro lugar; infelizmente às vezes o brasileiro parece optar por remediar, ao invés de prevenir. Não poupe esforços para que o seu estabelecimento seja seguro em todos os níveis: para os profissionais, clientes, contra incêndios, e outros incidentes que possam ocorrer.

Usabilidade: a sua reforma precisa ser pensada de forma usual também. Isso significa que não adianta um estabelecimento mais bonito esteticamente, mas que dificulta a labuta de seus funcionários, como no transporte de mercadorias, alocação dos recursos dentro dele, limpeza, peças que se quebram facilmente, isso tudo precisa ser pensado antes de iniciar.

Atratividade: a parte estética é um fator muito importante no negócio. Seu estabelecimento precisa condizer em sua aparência do seu tipo de negócio, uma aparência agradável também é um fator atrativo para os clientes, por isso, pensar na estética em conjunto com a usabilidade é muito importante.

 

A sua reforma comercial é um investimento.

Quando a sua reforma é conduzida de forma adequada, ela lhe trará retorno em várias áreas, da segurança promovida, à maximização dos processos para os seus profissionais, que passam a ter uma melhor disposição de mercadorias, facilidade de acesso a determinados setores, isso tudo gera um ambiente de trabalho mais dinâmico. Além disso, quando esteticamente seu estabelecimento é agradável, isso em qualquer seguimento, e condizendo com o seu ramo, ou seja, se é do ramo de alimentação, denotar limpeza, higiene, tudo adequado ao ambiente, será um diferencial par atrair clientes. Além de que a reforma precisa ser pensada no bem estar do cliente também, principalmente em estabelecimentos em que os clientes passam muito tempo dentro e precisam se acomodar como em barbearias, salões de beleza, etc.

Inbound x Outbound marketing: em qual deles sua empresa deve investir?

Nos últimos anos, o marketing passou por inúmeras modificações em suas técnicas, muito por conta do avanço da tecnologia, em conjunto com a expansão da internet, impactando na maneira como as pessoas consomem conteúdo.

 

Assim, o meio digital abriu espaço para o desenvolvimento do Inbound Marketing, ou o chamado “Marketing de Atração”, que aos poucos vem superando as tradicionais práticas de propaganda e divulgação – o chamado Outbound Marketing.

 

Desse modo, de um lado temos a materialização dos anúncios nas grandes mídias, em processos de vendas que soam mais invasivos e sensacionalistas, representado pelo Outbound; de outro, nos deparamos como uma metodologia diferenciada, com a produção de conteúdo relevante e atrativa, o Inbound, que ganha espaço na internet.

 

Mas engana-se quem pensa que um substitui o outro e chegou o momento de abandonar completamente o Outbound. 

 

Ao contrário, é possível elaborar um planejamento direcionado para a sua empresa, usando tanto o marketing de atração, quanto o tradicional.

 

Afinal de contas, assim como a internet não terminou com a televisão, que por sua vez não estagnou o rádio e os jornais impressos, o Inbound também não irá superar o Outbound. As duas metodologias coexistem nas estratégias de marketing.

 

Ou seja, um planejamento completo irá investir em campanhas tradicionais e atrativas, o que é benéfico para todos os tipos de empresas. 

 

Além disso, o Outbound e Inbound são capazes de gerar leads (potenciais clientes), contribuindo para o aumento de vendas.

 

Contudo, para ter assertividade no planejamento de marketing, é preciso conhecer mais sobre o Inbound e o Outbound. 

 

Por isso, o artigo de hoje vai mostrar em qual deles a sua empresa deve investir e como implementar a estratégia. Acompanhe a leitura!

O Inbound Marketing

O Inbound Marketing se baseia em um conjunto de estratégias de criação e compartilhamento de conteúdo para um público-alvo específico, com a intenção de atrair, conquistar e ter a permissão de comunicar com o cliente de forma direta, criando relacionamentos duradouros.

 

Não é à toa que um dos principais representantes do Inbound é o marketing de conteúdo, pois o objetivo é fazer com que a audiência busque pela empresa, após consumir materiais informativos sobre um determinado assunto.

 

Quer dizer que, ao invés de uma propaganda estilo televisiva sobre uma serra de cortar granito, por exemplo, o Inbound irá criar um artigo falando mais a respeito do produto, com curiosidades, como usar o equipamento, entre outras informações que sejam relevantes ao público interessado.

 

Ademais, vale ressaltar que o Inbound Marketing é direcionado, isto é, não é feito de forma massiva, para todas as pessoas. 

 

A eficácia da metodologia está justamente em oferecer o conteúdo certo para o público certo, aumentando as chances de conversão de leads e, consequentemente, de vendas.

 

As quatro etapas do Inbound são definidas em:

 

  • Atração;
  • Conversão;
  • Venda;
  • Encantamento.

 

De acordo com pesquisas na área de marketing digital, 75% das empresas que aplicam o Inbound acreditam que suas estratégias são eficazes, ao mesmo tempo em que 59% dos profissionais de marketing afirmam que a metodologia produz leads de melhor qualidade.

 

Abaixo, confira como o Inbound Marketing é aplicado dentro das quatro etapas.

1 – Atração

O objetivo da atração é oferecer um conteúdo relevante para que o público se sinta atraído até a empresa. 

 

Isso pode ser feito de várias maneiras, como a publicação de artigos em um blog, a criação de um vídeo tutorial sobre como fazer uma mão francesa reforçada, por exemplo, entre outros materiais.

 

Aqui, o objetivo não é a venda direta do produto ou serviço. Aliás, o conteúdo não tem a intenção de mostrar as qualidades de uma mercadoria, mas sim, fornecer informações aos usuários e, somente após de atraí-los, mostrar algo que possa atender as necessidades.

 

Uma técnica muito usada na atração é o SEO (Search Engine Optimization), ou otimização para os mecanismos de busca, que são técnicas para melhorar a classificação de uma página nos buscadores, como o Google.

 

Basicamente, o SEO utiliza uma série de palavras-chave, que são os termos mais pesquisados no Google, dentro de um texto, com a produção de conteúdo relevante. 

 

Por exemplo, o palavra-chave “retífica plana” pode ser colocada em um artigo que fale mais sobre o que é o acessório.

 

Cerca de 93% dos processos de compra iniciam-se por uma busca online. Por conta disso, vale a pena estar presente entre os primeiros resultados do Google e de outros sites de pesquisa.

2 – Conversão

Na conversão, o usuário já conhece o seu negócio, mas ainda precisa se tornar um lead, isto é, fornecer algum contato para a empresa para receber em troca um conteúdo ainda mais aprofundado sobre o tema.

 

Ao se tornar um lead, o usuário passa pelo processo de nutrição, que o encaminham para novas etapas mais próximas da compra.

 

Para converter o usuário, a empresa pode produzir um e-book sobre como fazer uma limpeza fachada, por exemplo, e oferecer o conteúdo em troca do e-mail do internauta. 

 

Há outras formas, como cadastro em newsletter, landing pages e formulários de contato.

3 – Venda

Aqui é o momento de falar especificamente sobre o seu produto ou serviço, mas não com propagandas invasivas. 

 

Ou seja, a empresa continua oferecendo conteúdo relevante, mas com o foco de mostrar uma solução para o problema do lead, que é a compra da mercadoria.

 

Assim, é possível falar sobre os benefícios de ter uma lixadeira de parede e o porquê o equipamento da sua marca se diferencia da concorrência.

4 – Encantamento

Após a compra, o Inbound Marketing não finda o relacionamento com o cliente, pois a estratégia acredita que a fidelização é um meio para alcançar novos consumidores. 

 

Por isso, há um esforço para a manutenção de um relacionamento saudável, que pode ser feito através de campanhas de e-mail marketing.

O Outbound Marketing

O Outbound Marketing já é muito conhecido pelas ações de publicidade e propaganda, sendo aquele que faz grandes anúncios nas mídias tradicionais, como a televisão, o rádio e os impressos.

 

Na prática, podemos visualizar o Outbound quando estamos assistindo um filme e somos interrompidos por um comercial de lavadora de alta pressão industrial, por exemplo.

 

Contudo, com a mudança de comportamento dos consumidores, a audiência não se mostra tão receptiva às mesmas técnicas de antes e, por conta disso, o Outbound teve que se reinventar.

 

Assim, uma das maneiras encontradas foi a criação de uma persona, quer dizer, um personagem semi-fictício do cliente ideal, com base nas características do público-alvo. 

 

Desse modo, as propagandas tornaram-se segmentadas e direcionadas.

 

Na internet, o Outbound encontrou espaço para aplicar esse encaminhamento de audiência, ao lado das ferramentas de anúncios patrocinados, como o Facebooks Ads e o Google Adwords (que também promovem conteúdos).

 

Ou seja, uma propaganda sobre ar condicionado industrial, por exemplo, agora é exibida para pessoas potencialmente interessadas no produto, sendo mais fácil a captação de leads e contribuindo para as vendas.

 

Porém, os antigos comerciais ainda permanecem em voga, já que o consumo de mídias tradicionais continua forte nos dias atuais. Diante disso, o Outbound continua bem sucedido na prospecção de clientes, nos diferentes meios de comunicação.

 

Além disso, a estratégia tem outras vantagens, como um ROI (Retorno Sobre Investimento) mais rápido e perceptível, os resultados a curto prazo e o contato mais próximo com os clientes no momento de venda.

 

Portanto, a metodologia Outbound pode ser facilmente aplicada para a promoção de uma balança de precisão, bem como pode ser usada em conjunto com a estratégia de Inbound. Com isso, a empresa tende a prospectar o cliente, ao mesmo tempo em que nutre o lead e gera um relacionamento de confiança.

Conclusão

Apesar de diferentes, o Inbound e o Outbound Marketing são complementares em vários aspectos, principalmente quando se deseja um planejamento completo e efetivo para a sua empresa. 

 

Por conta disso, muitos negócios costumam separar orçamentos para as duas metodologias, incorporando a divulgação nos meios digitais e offline.

 

Entretanto, o que vai guiar a mescla dos dois modelos é o perfil do cliente, ou seja, a persona, que influencia o modo como se vende o produto ou serviço. 

 

Afinal de contas, é preciso orientar as divulgações para um perfil específico, o que é válido para o Inbound e o Outbound Marketing.

 

Além disso, é preciso considerar os objetivos da empresa, uma vez que para resultados a curto prazo, o Outbound é o mais indicado, enquanto que para a construção de relacionamentos, o Inbound é a melhor alternativa.

 

Por fim, é preciso considerar a disponibilidade financeira da empresa, já que, dependendo da campanha, os gastos são maiores com o Outbound, embora o retorno seja altamente rentável e positivo.

 

Esse texto foi originalmente desenvolvido pela equipe do blog Guia de Investimento, onde você pode encontrar centenas de conteúdos informativos sobre diversos segmentos.

Perito Judicial: O Que Você Precisa Para Trabalhar na Área?

O perito judicial é um profissional que atua na esfera cível e é responsável por auxiliar a Justiça com a elaboração de laudos técnicos para esclarecer situações em casos de processos judiciais.

 

Este perito, a partir da nomeação de um juíz vai adentrar em um determinado processo judicial instaurado para auxiliar no desenvolvimento e esclarecimento dos fatos.

O que é preciso para trabalhar como perito?

 

Os profissionais que trabalham como peritos judiciais precisam ter diploma de curso superior e se inscrever no tribunal a que pretendem atuar. Por exemplo, tribunal de Justiça de São Paulo.

 

O perito judicial entra no cadastro do tribunal, apresenta o seu currículo, ou seja, suas comprovações técnicas e também de escolaridade e quando houver uma questão judicial que precisa dos conhecimentos desse profissional, o juiz irá nomeá-lo diretamente com base na lista do tribunal.

 

Assim, ele passará a fazer parte daquele determinado processo como perito e este vai ditar os seus honorários e as partes dizem se estão de acordo ou não.

 

Uma observação: em causas trabalhistas, os honorários normalmente já são prefixados, ou seja, preestabelecidos.

 

Após acordarem todas as questões, se procederá a prova pericial.

Perito: exemplo de atuação

 

Assinatura forjada em um contrato.

 

Um dono de uma empresa diz que a sua assinatura foi forjada em um contrato e que por isso ele quer os danos morais devidos por causa dessa situação.

 

Este dono de empresa precisa provar que a assinatura, de fato, não é dele. É nesse momento que o juiz nomeia um perito judicial para que ele analise o caso e proceda o exame pericial.

 

Assim, tal exame se tornará uma prova que compõe o processo judicial.

Quem pode ser perito?

 

  • Administradores;
  • Aposentados;
  • Arquitetos;
  • Biólogos;
  • Contadores;
  • Engenheiros;
  • Médicos;
  • Profissionais liberais;
  • Entre outras profissionais que têm curso superior.

Quem não pode ser perito? 

 

  • Pessoas impedidas (Código de Processo Civil, art. 144 – testemunha, cônjuge ou qualquer outro parente, em linha reta ou colateral até o 3º grau);
  • O incapaz, afinal de contas, ele não é capacitado para o exercício de seus direitos civis, além de não ter conhecimento técnico específico.
  • E nos casos de suspeição (Código de Processo Civil, art. 145 – o amigo íntimo ou inimigo capital de uma das partes).

Principais deveres

 

  • Aceitar o compromisso de executar a perícia;
  • Respeitar todos os prazos;
  • Exercer a função com honestidade e lealdade;
  • Comparecer às audiências desde que intimado com antecedência de 5 dias (sob pena de condução coercitiva).

 

Principais exigências

 

  • Honestidade;
  • Qualidade do trabalho;
  • Imparcialidade;
  • Curso superior;
  • Conhecimento na área forense.

Rotina de trabalho

 

A rotina de trabalho de um perito judicial geralmente é flexível, afinal de contas, ela fica a cargo do próprio profissional. Ou seja, ele pode trabalhar em qualquer lugar que considere adequado para exercer o seu ofício, inclusive, em casa.

Perito judicial e perito criminal

 

Muitas pessoas têm dúvidas em relação a esses dois tipos de peritos e apesar de ambos serem servidores públicos, a principal diferença entre eles é que o perito judicial é um profissional que auxilia a justiça, já o perito criminal geralmente é um membro da polícia.

 

Pronto! Agora você já está por dentro das principais informações que envolvem a profissão de perito judicial! Se tiver alguma dúvida, crítica ou sugestão, deixe um comentário abaixo. Queremos ouvir você!

 

Dicas Para Ajudar Idosos Durante a Quarentena

 

O Coronavírus (COVID-19) chegou ao Brasil há algumas semanas e já afetou a vida de inúmeras pessoas – principalmente a dos idosos. Afinal, esta faixa da população é a mais vulnerável ao vírus e por isso precisa de mais cuidado e atenção.

 

E como sabemos, a principal medida adotada para combater o crescimento desse vírus foi o isolamento social.

 

Inclusive, profissionais que trabalham diretamente com idosos, por exemplo, em uma casa de repouso ou home care, estão tendo que tomar cuidados redobrados com essas pessoas de idade mais avançada.

 

Portanto, como podemos ajudar os idosos nesse momento tão complicado que estamos vivendo de quarentena? 

 

Veja a seguir.

Principais dicas para quem vive com idosos

Rotina

 

Muita coisa mudou em nosso dia a dia por conta do COVID-19, porém, tentar manter a rotina a mais normal possível (claro, sem ficar saindo de casa) é de extrema importância.

 

Sendo assim, recomenda-se que os idosos tenham horários para acordar e dormir, para tomar café, almoçar e jantar, para tomar banho, entre outras atividades.

 

Além disso, é essencial que os idosos tenham uma rotina adequada de alimentação e que tomem suas medicações de forma correta.

Ambientes

 

Como as pessoas estão isoladas, ter atenção com cada ambiente da casa é fundamental.

 

Ou seja, eles precisam estar limpos, organizados, bem arejados e com uma ótima iluminação (isso não quer dizer que ela precisa ser forte, mas sim de acordo com cada período do dia). 

 

Por exemplo, a luz natural durante a manhã/tarde já é suficiente, agora a noite, uma iluminação mais baixa, menos intensa é melhor, pois contribui para o descanso e uma boa noite de sono ao idoso.

 

Além disso, tais cuidados ajudam os idosos a encontrarem as coisas com mais facilidade e evitam que eles tropecem, escorreguem ou mesmo sofram quedas.

Hidratação

 

Outra dica importante refere-se a hidratação diária do idoso, pois mesmo que haja menos sede (principalmente por ele estar apenas em casa sem fazer muitas atividades), é de grande importância que ele continue bebendo água todos os dias. 

 

E para fazer isso com mais facilidade, basta que o idoso utilize uma garrafinha de água e a encha algumas vezes durante o dia. Assim também fica mais fácil para ter um controle da quantidade de água que ele está ingerindo diariamente.

Momentos em família

 

Por fim, é importante que nesse período de isolamento social as famílias estejam mais próximas e, de fato, presentes. 

 

Sendo assim, tenham em suas rotinas momentos para conversar, assistir TV, tomar café, almoçar, jantar…

 

Evitem que cada um faça uma coisa em horários diferentes. Afinal, apoio e união são essenciais para passar por esse período difícil de quarentena.

Principais dicas para quem está longe

 

Muitas pessoas já não vivem mais com os pais ou avós. Sendo assim, para estes casos o recomendado é evitar visitas e pensar primeiro na preservação da vida dessas pessoas.

 

Contudo, é importante também estar sempre a disposição caso os idosos precisem de ajuda, por exemplo, para comprar algum remédio ou algo no mercado.

 

Nesses casos, deixe os medicamentos e os mantimentos na porta da casa ou na portaria do prédio que vivem. E se isso não for possível de jeito nenhum, procure ficar cerca de dois metros de distância do idoso ao entregar algo.

 

Além disso, para diminuir a saudade, fazer uma ligação ou mesmo uma chamada de vídeo todos os dias já é uma boa alternativa para ver os entes queridos nesse momento de isolamento social.

 

E depois que essa pandemia passar, vocês poderão aproveitar juntos novamente, dando muitos abraços e demonstrações de afeto.

Aplicativos de bem-estar: aumente a qualidade de vida com a Claro

O excesso de tempo que passamos, cada vez mais, conectados na internet com os nossos smartphones, faz com que eles frequentemente sejam vistos como vilões dos cuidados com a saúde e o bem-estar. Mas não precisa ser assim. Hoje já existem apps para quase todas as finalidades e muitos são uma ótima uma ferramenta para melhorar a qualidade de vida.

Com eles, você pode ter acesso à inúmeros conteúdos e informações de uma forma tão fácil que seria sequer imaginada há alguns anos atrás. Eles são acessados de forma rápida e simples, basta estar conectado pelo Wi-Fi ou ter um bom plano de dados. E outra grande vantagem disso é que a maioria deles é de graça, ou tem um preço bem acessível. 

Seja na Play Store, no iTunes ou qualquer outra plataforma de distribuição de aplicativos que você utilize, é possível encontrar uma quantidade considerável de aplicativos de bem-estar.

E com tantas soluções tecnológicas disponíveis por meio de apenas um toque, você não tem mais desculpas para não cuidar mais do seu corpo e da sua mente, não é mesmo?

Conheça agora os aplicativos de bem-estar oferecidos pela Claro

BTFIT

Já pensou em ter um personal trainer online? E em poder treinar em qualquer lugar quando tiver aqueles minutinhos sobrando? 

O BTFIT é um dos aplicativos de bem-estar voltado para os treinos de aumento de força e resistência. Confira!

Atividades

  • Mat Pilates: para alongar e fortalecer todos os músculos do corpo. Também trabalha a flexibilidade corporal, trazendo mais força e resistência.
  • Yoga: trabalha não só o corpo mas também a mente, melhorando não só a resistência física e a flexibilidade, mas também a respiração.
  • Abdominal: para fortalecer o centro de força do corpo que é o abdômen. Esse exercício também é bom para o equilíbrio. 
  • Ballet fitness: essa aula é uma combinação dos exercícios de ballet clássico com exercícios de resistência muscular localizada.
  • Cardio dance: ideal para quem gosta de perder peso dançando. A dança mistura alguns estilos musicais e trabalha os pulmões e todo o sistema cardiovascular, queimando as calorias de um jeito mais divertido.
  • Workout 20 min: com resultados rápidos e alta queima de calorias, o exercício combina alta intensidade e curta duração. 

Benefícios do BTFIT

  • Você escolhe onde vai se exercitar: seja no quarto, no parque, na academia ou no quarto de hotel.
  • Melhore sua resistência: Treinos a partir de 15 minutos que se adaptam à sua rotina.
  • Não precisa de internet: você pode treinar mesmo quando estiver desconectado, baixando as aulas e treinos e levando-os para todos os lugares.
  • Custo-benefício: receba a orientação que precisa por um preço super acessível.
  • Mais vantagens: você também tem direito a uma aula coletiva gratuita por dia, além de acesso à treinos personalizados.

Você pode contratar o BTFIT por apenas R$ 9,99 mensais. 

Fluid

Encontrar o equilíbrio em meio a correria do dia a dia é um grande desafio para a maioria das pessoas, mas também é essencial. Com o Fluid, um dos melhores aplicativos de bem-estar, você trazer mais qualidade de vida para a sua rotina por meio da prática de yoga. O aprendizado é facilitado por meio de vídeos e áudios de meditação guiada, sendo um app ideal também para os iniciantes nessa atividade que trabalha tanto o corpo como a mente.

Benefícios do Fluid

  • Programas de yoga que auxiliam na limpeza da alma, no aumento da autoconfiança, na energização do corpo e  no alívio do estresse.
  • Acesso aos vídeos de Yoga feitos por profissionais especializados na atividade.
  • Disponibilidade para baixar os vídeos e áudios e usar quando estiver offline.
  • Conteúdos exclusivos de psicólogos, terapeutas, nutricionistas e muito mais.

A assinatura do Fluid custa apenas R$ 12,90 ao mês.

E-conectados

Se estamos falando de aplicativos de bem-estar, não podemos deixar de fora aqueles que fazem bem para a mente, trazendo momentos de relaxamento e diversão. O E-conectados te deixa por dentro das principais novidades do mundo dos games, do humor e da moda. Baixando o app você pode acessar, em seu smartphone, tablet ou computador, uma grande diversidade de conteúdos seja em formato de texto, áudio, foto ou vídeo.

Benefícios do E-conectados

Nesse aplicativo você tem acesso a três diferentes clubes para se divertir:

Estilo

Esteja atualizado com todas as novidades do mundo da beleza e moda, veja qual foi o look dos famosos naquela premiação super comentada e tenha acesso à diversos tutoriais e vídeos para dar ainda mais close  

Geek

Fique ligado em todas as notícias sobre tecnologia, animações, games, cosplay, música, redes sociais e diversos outros temas. 

Humor

Acompanhe de perto notícias mais curiosas e estranhas, receba os memes da semana e aqueles vídeos com pegadinhas em primeira mão para mandar no grupo do WhatsApp.

A assinatura do e-Conectados custa apenas R$ 3,99 por semana.  E assinando pela primeira vez, você pode desfrutar de 7 dias gratuitamente!

Os aplicativos de bem-estar da Claro são ótimos para qualquer pessoa que busca mais qualidade de vida, cuidando do corpo, da saúde e da mente de uma forma super prática e acessível. Não deixe de aproveitar esses benefícios que só o Cliente tem!